5 ações que você precisa tomar agora para uma entrega mais segura!

5 ações que você precisa tomar agora para uma entrega mais segura!

Com a crescente insegurança nas rodovias, caminhoneiros e gestores atentam-se a diversos critérios antes da viagem. Um dos principais é como prevenir o roubo de cargas para uma entrega mais segura e eficaz.

Como sabemos, o modal rodoviário é o mais utilizado para locomover produtos e pessoas no Brasil, e é tradicionalmente utilizado para curtas distâncias.

Fazendo um paralelo com outros países do mundo, o Compare the Market, site de comparações de preços da Austrália, analisou quais são os melhores e piores países para dirigir.

Foram observados os seguintes aspectos: a qualidade das estradas, o nível de congestionamento, a proporção de despesas com carros e renda disponível, assim como os acidentes de trânsito.

O Brasil ficou em 2º lugar, com a maior taxa de mortalidade rodoviária entre as 3 nações com pior desempenho, em suma, são 16 mortes por 100 mil habitantes, segundo o painel CNT de acidentes rodoviários.

Além disso com uma alta taxa de mortalidade, o grande número de roubo de cargas assusta os brasileiros.

O roubo de cargas voltou a crescer no Brasil em 2021, foi a primeira alta dos últimos 4 anos, chegando a um prejuízo de R$ 1,27 bilhão para as empresas.

De acordo com o presidente da CNT, Vander Costa, a insegurança nas estradas é mais um item a dar fôlego à inflação brasileira.

“O elevado número de ocorrências de roubo de cargas expõe o transportador a uma situação de risco. O prejuízo decorrente tende a encarecer o serviço oferecido e o preço final dos produtos transportados, onerando, em última instância, o consumidor” confirma Vander.

Além disso, mais de 60% das transportadoras relatam já terem sido vítimas do crime. As regiões Sul e Sudeste foram apontadas como aquelas com o maior número de ocorrências.

Confira a lista de 5 ações para ter uma entrega mais segura

E na busca de um transporte de cargas mais seguro, nossa equipe elencou as melhores práticas de segurança para evitar o roubo de cargas e/ou frota:

1. Capacite o motorista

Por mais que haja todo um aparato de segurança para a frota, é o motorista que estará à frente do veículo.

É importante que ele esteja bem preparado, com um treinamento adequado para fazer uma gestão preventiva, gerando uma redução de perdas com acidentes ou avarias dutante o transporte, para alcançar o objetivo de uma entrega mais segura.

2. Trabalhe com rotas automatizadas

A roteirização automática de transporte tem como objetivo estabelecer o caminho mais eficiente e seguro a ser percorrido na entrega.

Os sistemas de rastreamento não só auxiliam a empresa a obter informações sobre a frota como podem ser muito úteis para outras questões de logística, como controle de estoque, horários de chegada, etc.

O Open SIL é um sistema de visibilidade logística que oferece o monitoramento de todas as etapas do transporte: planejamento, coleta, viagem e entrega. 

Monitora as informações da carga, reduz o tempo médio das entregas e aumenta a eficiência da cadeia logística, em um só lugar. 

3. Priorize as viagens diurnas para uma entrega mais segura

Os caminhoneiros têm maior segurança durante o dia, pois podem contar com a companhia de outros colegas de profissão, ou pelo simples fato de estarem viajando junto de outros veículos particulares.

Sendo assim, conscientize os seus motoristas a evitarem as jornadas noturnas, escalonando as viagens para operar durante o dia e descansar à noite.

4. Proteja os seus galpões

Parte dos roubos de cargas acontece no próprio galpão da transportadora, por isso é importantíssimo reforçar a sua equipe de segurança.

Além disso, instale sistemas de monitoramento por câmeras para rever os critérios de seleção do pessoal que trabalha em funções relativas ao galpão (para evitar vazamento de informações).

Podem ser boas medidas para reduzir os riscos de roubo de carga.

5. Invista em tecnologia

Graças à tecnologia e à inovação disponíveis para a gestão e o monitoramento das cargas, é possível aumentar as margens de segurança, reduzir os custos com o seguro da carga e melhorar as possibilidades de comunicação, rastreamento e interação, aumentando o potencial de sucesso durante todo o transporte.

A logística sem tecnologia faz parte do passado.

Por fim, quem ainda não está inserido no contexto da Logística 4.0, precisa se preparar para essa realidade.

Quem não o fizer, por fim, corre o risco de ver seu concorrente lhe ultrapassar.

Deixe uma resposta

Proudly powered by SpiceThemes