Perda de estoque

Perda de estoque: 5 dicas de como reduzir agora!

A perda de estoque pode ser um grande contratempo para uma empresa, pois pode afetar as operações, os lucros e a lucratividade do negócio, resultando em uma série de perdas.

Os principais motivos para isso incluem roubo de itens, mau funcionamento, erros operacionais e falhas no registro de produtos.

Embora este seja um processo desafiador, a boa notícia é que existem algumas coisas que podem ser feitas em termos de controle de estoque que podem ter resultados muito positivos.

Em pequenas e micros empresas, prevenir a perda de estoque é ainda mais importante. Como as lojas trabalham com estoque reduzido nesses casos, além das perdas, sofrem com a frustração de não conseguir atender adequadamente os clientes.

Mas o que são as perdas de estoque?

Se existir uma diferença entre o que está no sistema que gerencia a quantidade exata de unidades que contém no estoque de uma empresa, isso é considerado uma perda de estoque.

Entretanto, identificar as perdas de estoque é de responsabilidade de uma equipe que avalia os resultados no inventário de mercadorias, no estoque e comparam com os resultados obtidos em seus relatórios.

Quando há esse problema em uma empresa pequena, pode dificultar todo o trabalho, já que pequenas empresas trabalham com estoques reduzidos e isso pode fazer com que elas não consigam atender a demanda corretamente.

Em uma grande empresa, o problema pode ser ainda mais grave, a perda de estoque pode ser fonte para um desperdício muito grande, capaz de levar a empresa a apresentar resultados muito baixos que no normal.

Compreender melhor os procedimentos de inventário perdido são essenciais para empresas de todos os tamanhos. Isso os ajuda a desenvolver uma vantagem estratégica sobre seus concorrentes.

Ao eliminar o desperdício e fornecer soluções confiáveis ​​ao seu público, qualquer organização pode mudar sua realidade por meio de um bom controle de estoque.

De onde surgem as perdas de estoque?

Para resolver adequadamente qualquer problema, é importante entender de onde ele veio. Isso pode ajudar a fornecer os recursos necessários para eliminar as perdas de estoque ou reduzi-las.

Existem vários tipos de fatos de perda de estoque. Esses fatos exigem que os gestores entendam o que os impulsiona e como resolver o problema. Os principais motivos para perda de estoque são:

1 – Furto

Furtar é o ato de tomar a propriedade de outra pessoa sem sua permissão.

As mercadorias que saem de uma empresa sem as medidas de segurança adequadas podem levar a muitos problemas. Isso inclui roubos internos, inventário perdido e problemas com fontes externas.

Portanto, é importante controlar quem tem acesso às ações da empresa. Não apenas pessoas não autorizadas devem ser impedidas de acessar o estoque, mas os funcionários também devem ser monitorados ao remover itens.

A contagem de produtos no estoque corporativo é uma sugestão para uma gestão eficaz do estoque. Além disso, as pessoas devem orientar a equipe durante a execução dessa tarefa.

2 – Avarias

Não são apenas ações propositais que causam perdas de estoque. É necessário levar em conta os problemas que surgem como resultado de situações descontroladas.

Um exemplo comum diz respeito às operações de transporte e armazenamento de produtos. Se não houver maior rigidez nesse sentido, os objetos podem ser parciais ou totalmente avariados, mesmo que o funcionário não pretenda prejudicar a empresa.

Consequentemente, podem surgir problemas quando o produto é movimentado ou se não estiver devidamente estruturado no espaço de armazenamento.

Entretanto, também pode acontecer quando a empresa não tenha soluções simples como, por exemplo, carroças de carga e prateleiras especiais que possam facilitar a colocação e manuseio de produtos no armazém.

3 – Falhas gerenciais

registros criados incorretamente e vendas realizadas sem registro junto à administração da empresa são exemplos de erros administrativos que comprometem a gestão de estoque da empresa.

Esse tipo de problema na verdade está mais relacionado à falta de processos bem estabelecidos dentro da empresa geralmente quando não existe um sistema separado para isso.

Assim, a consequência é que trabalha sempre com estoques contábeis, com informações imprecisos que tendem a gerar prejuízos no futuro.

4 – Falhas operacionais

Como você e sua equipe procedem no dia afetará seu inventário. A falta de uma política claramente definida de reabastecimento pode causar interrupções operacionais, por exemplo: vender mercadorias recém-adquiridas antes mesmo de permanecer em estoque.

Esse tipo de situação parece inofensiva, mas isso pode causar problemas no futuro, como a perda de itens vencidos no depósito.

Consequentemente, precisamos pensar em como evitar esse tipo de falha. As regras de estoque são importantes e devem ser seguidas considerando fatores como data de recebimento do produto e controle de lote.

Por isso, o sistema de controle de estoque também emerge como solução, pois protege seu negócio de falhas operacionais.

5 dicas de como evitar a perda de estoque

1 – Realizar o inventário do estoque

Uma boa dica para evitar a perda de estoque é o inventário rotativo, que é o inventário realizado com mais frequência e tem como objetivo, identificar a falta de itens com prazo de validade mais próximo e produtos cadastrados no sistema.

Com a implementação desta prática, é possível identificar com mais clareza a base do problema e, desta forma, desenvolver as medidas mais adequadas para resolvê-lo.

2 – Ter cuidado com as compras

O excesso de estoque é outro motivo que leva ao desperdício do produto, particularmente em situações em que o produto expirou. Os dados de estoque devem ser integrados e otimizados com o departamento de vendas, garantindo que o armazém tenha a quantidade ideal de itens.

Também é responsabilidade do departamento de compras evitar que a organização perca estoque. Por isso, são necessários políticas robustas de informação e gestão.

3 – Controlar os recebimentos

A atenção ao potencial perda de estoque começa quando os fornecedores enviam produtos para a empresa. É neste momento que dados relevantes como quantidade, condição dos itens entregues, validade e outras informações devem ser cuidadosamente registrados.

Com base nesses registros, os funcionários responsáveis ​​pelo controle de estoque poderão tomar as decisões mais adequadas quanto ao armazenamento distribuição e exposição dos produtos adquiridos, ajudando assim a evitar perdas.

4 – Verificar a rotatividade dos produtos

É necessário conhecer os produtos que o distribuidor possui, como o fluxo de circulação desses itens. Por esse motivo, é importante ter os dados certos na mão e analisá-los de forma eficaz.

Isso contribui para a determinação de indicadores, bem como a detecção dos produtos com mais emissões, o período de estoque vazio e principalmente suspensões de produtos.

Dessa forma, é possível criar as melhores estratégias para vender mais rápido e evitar que elas se convertam em prejuízos.

5 – Faça uma boa gestão de estoque

A gestão de estoque é um dos principais processos que garantem o sucesso de uma empresa. Em última análise, controlar a movimentação de todos os produtos em uma instituição facilita evitar o desperdício.

O tempo, a exibição nas prateleiras o transporte e outros fatores são questões que a equipe de controle de estoque da empresa deve monitorar de perto, pois são as principais causas de desperdício.

Agora que você já está ciente do que a perda de estoque pode causar na sua empresa, está na hora de implementar essas dicas na sua rotina e evitar prejuízos na sua empresa.

Gostou do conteúdo e quer ficar por dentro de mais como esse? Entre em contato conosco e assine a nosso newsletter e fique por dentro de todos os nossos conteúdos.

Deixe uma resposta Cancelar resposta