Como funciona a logística no E-commerce?

Como funciona a logística no E-commerce?

E-commerce

A logística está presente em todo e qualquer negócio, entretanto, os processos logísticos são muito importantes para que as empresas desempenhem um bom papel, e no e-commerce não poderia ser diferente.

Ter um controle de estoque, cálculo do frete, planejar as vendas e empacotar os produtos são fundamentais com a finalidade de garantir uma boa experiência de compra para os clientes.

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio eletrônico (ABComm) relata que 61% das lojas virtuais enfrentam problemas com entregas.

Contudo 39% dos entrevistados relataram que, extravios, furtos e roubos são os principais problemas enfrentados.

Qual o papel da logística no e-commerce?

No e-commerce, a maioria das transações ocorrem online e, após todas as etapas serem aprovadas, os produtos físicos são enviados aos clientes pelos métodos tradicionais de envio.

Como outros programas, a logística de comércio eletrônico precisa ser estruturada em torno de modelos de negócios para atingir três objetivos principais na área:

  • Reduzir custos;
  • Economia de gastos;
  • Satisfazer os clientes com o serviço.

Entretanto, para ter um bom planejamento logístico no e-commerce é preciso conhecer todo o processo e saber quais etapas seguir para um bom desempenho.

Confira algumas das etapas que compõem a logística do e-commerce:

  • recebimento e conferência da mercadoria;
  • armazenamento e identificação;
  • reposição de estoque;
  • separação dos pedidos;
  • preparação do produto (conferência, embalagem e etiquetagem);
  • envio para a transportadora;
  • rastreamento de pedidos enviados;
  • controle de entrega.

Como deve ser feito o planejamento da logística para e-commerce?

Para ter uma logística eficiente é necessário elaborar um bom planejamento, afinal é preciso saber como executa-lo corretamente.

Contudo, o planejamento da logística no e-commerce são separados por níveis, são eles:

Estratégico

Definir os objetivos e metas que precisam ser alcançados no geral e em longo prazo. Vale ressaltar que essas definições precisam estar condizentes com a realidade da empresa.

Tático

Nessa fase é preciso definir as ações que serão necessárias para alcançar os objetivos e metas que foram estabelecidas no nível anterior. São divididas por setores a fim de orientar o nível operacional.

Operacional

Já aqui é o nível de implementação das ações definidas anteriormente. Portanto, será necessário um monitoramento a fim de gerar dados para analise do nível estratégico.

Gestão de custos logísticos

A gestão de custos logísticos é a gestão de todas as despesas necessárias como armazenagem, frota, transporte e tecnologia de acordo com as necessidades logísticas da empresa.

Geralmente, esses custos têm um grande impacto na receita de uma empresa.

Contudo, o e-commerce precisa investir no monitoramento e pesquisa desses custos a fim de encontrar estratégias para reduzi-los sem comprometer a qualidade dos serviços prestados.

Quais os benefícios de uma boa gestão de custos?

  • Redução de custos;
  • Aumento da lucratividade;
  • Maior produtividade;
  • Possibilidade de investimento em setores diferentes;
  • Maior competitividade no mercado.

O vilão do e-commerce

Uma pesquisa realizada pela ABCOMM durante 3 anos, 2013, 2015 e 2017 afirma que o maior vilão do e-commerce são os custos logísticos.

Contudo, o frete é um dos responsáveis pelos altos custos logísticos no e-commerce com 58,1%. Em relação ao ano de 2015 esse custo teve uma queda se comparado com o aumento dos custos de manuseio e armazenagem.

Fonte: ABComm & ComSchool 2017.

Portanto, deixar de lado os processos manuais, investir em automação, capacitação dos colaboradores e elaborar uma boa gestão de produtividade podem aumentar o desempenho e por consequência a diminuição dos custos.

O que fazer para a logística no E-commerce dá certo?

Evite atrasos no prazo de entrega

Atrasar pedidos gera insatisfações ao cliente. Portanto, para evitar isso é preciso de uma gestão de entregas eficiente e um maior controle das operações.

Após uma confirmação do pedido e pagamento o vendedor deve providenciar a separação do pedido, embalar e emitir a nota fiscal do mesmo e entregar a transportadora.

Entretanto, deve-se lembrar que o tempo de entrega começa a contar desde a confirmação do pagamento do produto.

Invista em KPIs logísticos

KPI é a sigla para Key Performance Indicator (Indicador Chave de Desempenho), uma ferramenta utilizada na gestão logística para avaliar o desempenho de processos.

Existem vários KPIs, mas o mais importante no E-commerce é o On Time Full (OTIF), responsável por medir a eficácia no cumprimento dos prazos e da eficiência de todos os processos de atendimento.

A acuracidade do inventário serve para medir a diferença entre o estoque físico e as informações que constam no sistema do controle de estoque.

Contudo, o Order Fill Rate (OFR) serve para medir o tempo interno que foi preciso para o processamento do pedido.

Escolha a melhor forma de transporte dos seus pedidos

A escolha do meio de transporte vária pelo tamanho das mercadorias, entretanto, se o produto que você vender tiver tamanhos consideráveis, é mais vantajoso utilizar transportadoras, pois os Correios cobram taxas adicionais para produtos com grandes volumes.

Além disso, é preciso considerar a velocidade de entrega e verificar a segurança para não ocorrer furtos e extravios.

Vale salientar que cada tipo merece uma proteção adequada, pois pode variar dependendo da estrutura dos mesmos.

Comunicar seus clientes é importante

O processo de compra online exige que o produto passe por etapas, é de suma importância estar atualizando o cliente a respeito da confirmação do pedido, localização e identificação do produto, a fim de proporcionar uma maior segurança aos consumidores.

Exibir feedbacks de outros compradores também é uma forma de tranquilizar seus clientes.

Como todo e qualquer negócio, imprevistos podem ocorrer, pro isso invista em capacitar sua equipe para atender telefones, rastrear encomendas e contactar fornecedores, além dos operadores logísticos, em casos de extrema urgência.

É importante lembrar ao cliente que ele poderá efetuar o processo de devolução ou troca de produtos.

Quer saber como monitorar suas operações de forma assertiva? Acesse agora nosso site e faça um orçamento conosco!

Deixe uma resposta

Proudly powered by SpiceThemes