Arquivo da tag: CARGAS

Centro de distribuição: Qual a sua finalidade?

O centro de distribuição é um ponto muito importante e estratégico. O intuito é tornar mais ágil e eficiente os processos logísticos de uma empresa. 

A distribuição é um processo fundamental para obter sucesso nas operações de qualquer negócio. Um dos fundamentos mais essenciais para uma logística de sucesso é o centro de distribuição.

Entretanto, ter um armazém próximo aos locais de entregas facilita a logística nesta etapa. O resultado disto é o cliente satisfeito uma vez que suas encomendas serão entregues com mais rapidez. 

Por outro lado, o empresário precisa estudar todas as possibilidades antes de investir em um centro de distribuição, pois não é fácil fazer esse tipo de investimento. 

O que é um centro de distribuição? 

O centro de distribuição (CD) é uma unidade física que serve para armazenamento e despacho de mercadorias. Portanto, é uma área responsável por receber os itens quando chegam das fábricas. 

Esse processo de distribuição é uma das fases do Supply chain, que é desde a extração da matéria prima até a chegada ao cliente final. 

Uma das coisas mais importantes em um centro de distribuição é a sua localidade. Entretanto é interessante procurar por locais que estejam perto dos pontos de venda. 

Os centros logísticos em regiões onde tem um grande volume dos seus produtos resultam em redução de custos e um tempo menor de entrega. 

Todavia, por meios de processos logísticos eficientes a distribuição se torna organizada e em quantidades menores. As distribuidoras são responsáveis por elaborar as entregas até chegarem ao destino final.

Portanto, para que tudo funcione bem, há uma rotina de gerenciamento de estoque e armazenagem. 

Além disso é feito uma gestão qualificada a fim de estruturar bem os processos e agilizar as operações logísticas, cumprir prazos com clientes, reduzir custos e aumentar lucros. 

Como funciona o centro de distribuição? 

Rotinas apertadas geralmente são encontradas em centros logísticos devido às grandes quantidades de pedidos que precisam ser organizados para garantir sucesso, tarefas são divididas para que todos trabalhem juntos, assegurando as demandas.

Controlar o estoque é uma das funções do centro de distribuição, o que garante maior agilidade nas operações de distribuição e atendimento ao cliente.

Contudo, foi citado anteriormente a importância de manter o CD em localidades estratégicas que geralmente são próximas à saída da cidade. 

Ao adotar essa estratégia já é possível alcançar alguns objetivos como: redução de custos logísticos,  e com combustíveis.

Qual a diferença entre centro de distribuição e armazém?

A grande maioria acha que os centros logísticos são a mesma coisa que armazéns. Mas há uma grande diferença entre ambas estruturas. 

Os centros de distribuição são como uma ponte entre fornecedores e clientes. Portanto, um dos seus objetivos é atender as demandas dos clientes de forma direta. 

Vale salientar que os centros de distribuição possuem uma estrutura mais completa em todos os processos. 

Contudo, isso só é válido porque são equipados com tecnologias que auxiliam no processo de gerenciamento de pedidos, armazenamento e gestão de transportes. 

Por outro lado, o armazém tem como característica o armazenamento de mercadorias de forma eficiente. Além disso, o armazém é uma estrutura que serve à empresa em seu setor produtivo. 

Devido a isso, seu fluxo é mais lento e menos rigoroso, mas na maioria das vezes muito complexo dependendo do tipo de produto ou insumo armazenado. 

Entretanto, isso não quer dizer que um é mais importante que o outro. Cada um tempo o seu papel, porém, o armazém cumpre um dever significativo para várias empresas, sendo uma válvula de escape em tempos de grandes demandas. 

Contudo, o armazém é uma área extremamente útil e o que difere ela é o seu tipo de estratégia.

Como funciona um centro de distribuição? 

Muitos acreditam que a finalidade dos centros de distribuição é apenas responsável pelo despacho e o recebimento de mercadorias. 

Mas a verdade é que existem outras funções que lhe são atribuídas. Essa área da logística é essencial para a economia das empresas. 

1 – Recebimento 

É onde se inicia as atividades de uma central de distribuição. Devido a grande movimentação de mercadorias é necessário que: 

  • Ter agilidade no recebimento de cargas nas docas; 
  • Descarregar produtos dos caminhões adequadamente; 
  • Conferência da mercadoria conforme documentação.

2 – Movimentação 

Na fase seguinte, as mercadorias desembarcadas são dispostas nas áreas do centro de distribuição, seguindo as ordens de compra.

Essa movimentação interna de carga pode ter duas finalidades: tanto para depositar no CD até o momento de saída do produto ao destino final, quanto para acesso direto à plataforma de carga para ser despachado. 

Nesta fase, a atenção tem que ser redobrada já que há uma grande movimentação de máquinas e uma grande quantidade de cargas. Entretanto, se houver descuidos, além de prejudicar algum produto pode resultar em acidentes de trabalhos. 

3 – Armazenamento 

Um fato interessante da fase de estocagem em centros de distribuição é que os produtos não ficam muito tempo no depósito. Entretanto, as mercadorias são armazenadas por tempo suficiente para atender aos pedidos de compra dos clientes. 

Por exemplo, é muito comum uma carga chegar a um centro de distribuição, ser transferida para outro veículo e partir para outra carga.

4 – Separação de pedidos 

Conhecido como “picking”, a separação de pedidos é primordial para o êxito no contato com os consumidores. 

Contudo, se esse processo logístico é realizado com competência, o negócio evita problemas, processos judiciais e insatisfação dos clientes. 

5 – Expedição 

Esta é a última etapa da cadeia de atividades e é fundamental para entender como um centro de distribuição opera. 

Verificação e conferência dos itens, embalagem para proteção, documentação e acionar a transportadora para coleta são tarefas fundamentais.

Ao utilizar tecnologias ao seu favor o CD efetua de maneira otimizada e eficaz todos os processos da fase de expedição. 

Quais os benefícios do centro de distribuição? 

Se você tem dúvidas sobre o centro de distribuição, aqui estão as principais vantagens que ele traz para o seu negócio.

  • Mais controle sobre processos
  • Estoque centralizado
  • Gestão de sazonalidade
  • Agiliza as entregas
  • Redução de custos

O centro de distribuição é um fator extremamente importante para a cadeia de suprimentos. Com ele você ultrapassa sua concorrência e coloca seu negócio mais perto dos seus clientes o que gerará valor para ambos os lados. 

Antes de investir em um centro de distribuição faça um estudo das suas necessidades. Isso evitará que esse investimento seja apenas mais uma despesa. 

Gargalos logísticos: O que são e como solucioná-los?

Gargalos logísticos são consequência do atual crescimento do setor logístico no Brasil. Os desafios se tornaram cada vez mais presentes no cotidiano empresarial. 

 Portanto deve-se atentar aos motivos que garante que não haverá problemas nos processos logísticos.

Um problema muito comum é a falha no fluxo de entrega das mercadorias. O que ocasiona gargalos logísticos que reduzem a concorrência, aumentam os prejuízos e diminui a receita.

Contudo, existem atitudes que ajudam os gestores a identificarem problemas com o intuito de evitá-los. A fim de reduzir riscos e aproveitar melhor os recursos. 

Entretanto, a logística possui alguns aspectos que são exclusivos desta área. Por isso, existem impasses que são únicos e que para resolvê-los precisam de tempo. 

O que é um gargalo logístico? 

É considerado um gargalo tudo aqui que influencia os resultados de uma empresa. Esses gargalos podem ser consequência de má informações entre equipes, falhas operacionais, falta de recursos ou processos mal planejados. 

Na maioria das vezes são caracterizados como situações que atrasam o fluxo de transporte de cargas e produtos. 

Ademais, os gargalos logísticos afetam diretamente a rotina da empresa, gerando atrasos nos negócios, reduz o custo benefício do investimento. 

Portanto, é necessário encontrar esses gargalos o mais rápido possível a fim de evitar a perda de dinheiro e a diminuição da produtividade. 

Quais são os maiores gargalos logísticos no Brasil? 

A área logística pode ser afetada por diversos tipos de gargalos. Essas peripécias acontecem por cadeias operacionais complexas ou processos logísticos mal projetados. 

1 – transporte de cargas 

No Brasil um dos maiores gargalos logísticos são consequência dos transportes de cargas. Entretanto, isso ocorre pelos altos custos e as más condições das estradas brasileiras. 

Todavia, o Brasil é um país com dimensões consideráveis, o que ocasiona longas distâncias entre um ponto e outro. 

Vale ressaltar também a restrição de alguns veículos nos centros urbanos, além dos altos riscos de furto e roubo nas rodovias. 

2 – treinamento de funcionários 

A maioria das empresas acham que investir em seus colaboradores pode ser um custo que não vale a pena. 

Existe uma grande parcela de funcionários que não sabem lidar com os gargalos logísticos muitas das vezes por falta de conhecimento. 

Portanto, investir em seus colaboradores é fundamental para o desenvolvimento dos mesmos. 

Desse jeito você garante a melhoria dos seus processos logísticos, além de ter profissionais capacitados para resolver os impaces. 

Não esqueça que os recursos humanos que fazem a empresa progredir, atingir metas e objetivos. 

3 – Processos manuais 

Infelizmente esse é um dos gargalos logísticos mais comum entre as empresas brasileiras, principalmente aquelas mais tradicionais. 

É possível encontrar empresas que usam cadernos para fazer anotações e analisar dados. Por outro lado existem aquelas que analisam suas informações através de planilhas. 

Sabemos que o uso do Excel é mais eficiente e rápido na hora de verificar alguns dados. Mas você sabe qual o problema de utilizar esses métodos? 

Ambos métodos precisam que pessoas anotem dados e sabemos que apenas um número errado pode abalar toda veracidade das informações, causando os empecilhos logísticos

Um exemplo comum de se encontrar são as roteirização manuais. Rotas são mal calculadas contribuindo para que o motorista percorra mais que o necessário.

O que ocasiona em um custo maior de combustível, além de colocar suas frotas em rodovias com péssimas condições de condução. 

4 – Aumento dos custos operacionais 

O custo de transporte, armazenamento de carga, logística de manuseio e seguro constitui uma parcela significativa dos custos operacionais.

Quando mal planejado pode afetar o preço geral do serviço com implicações em toda a cadeia de suprimentos.

5 – Gestão de estoque

Obter um controle de estoque é essencial para o funcionamento de qualquer empresa. Com o estoque reduzido você perde clientes e com ele a mais você altera o fluxo de caixa o que prejudica o negócio. 

Como sabemos, estoque parado é dinheiro, portanto, é preciso de um bom planejamento para não faltar e nem sobrar. 

Sem contar que, com prazos de entregas curtos,  muitas das vezes ocorrem erros. Entretanto, esses erros podem ser corrigidos ao elaborar a conferência dos itens na saída dos armazéns 

Isso pode comprometer a relação com o seu cliente e gerar ainda mais custos, afinal, uma nova entrega terá que ser feita para corrigir o erro da anterior. Portanto, fique atento!   

6 – Falta de comunicação entre parceiros de negócio 

O fato de não ter uma comunicação assertiva e eficiente entre seus contatos de mercado pode influenciar a tomada de decisões e os processos logísticos da empresa. 

Contudo, a troca de informações no mundo atual é de extrema importância para se atualizar aos conhecimentos essenciais. 

Estamos em tempos de mercados altamente competitivos, além dos clientes se tornarem cada vez mais criteriosos. 

Manter a troca de informações entre parceiros é extremamente importante para que oportunidades sejam bem aproveitadas e fazer com que a empresa atinja um nível maior.

Portanto, esses são os principais gargalos logísticos presentes na grande maioria das empresas. 

O que fazer para evitar gargalos logísticos? 

Para evitar gargalos logísticos, as empresas podem utilizar diversos métodos. Eles tornam o trabalho diário da empresa mais ágil e dinâmico, sempre aptos a atender as demandas externas. destacam-se entre os principais: 

  • Utilização de indicadores de desempenho;
  • Empregar sistemas técnicos para gerenciar e distribuir rotinas;
  • Investir em ferramentas de compartilhamento de dados;
  • Empregar recursos que permitam maior automação, como a Internet das Coisas;
  • Implementar uma política de manutenção preventiva das ferramentas de trabalho;
  • Utilizar métodos de trabalho;
  • Capacitar mais colaboradores. 

Você pode está lidando com os gargalos logísticos no dia a dia sem saber. Portanto, utilize sempre métodos eficientes para averiguar e autenticar seus processos logísticos. 

A Fusion pode te ajudar nessa! Contamos com uma solução completa e especializada em gestão de entregas do Brasil.  

Conceito denominado como Delivery Management System que é composto por 7 módulos totalmente integrados com mais de 30 ERP ‘s do mercado. 

Evite gargalos com roteirização, geo monitoramento, gestão da jornada de trabalho e produtividade, não perca tempo e faça um orçamento conosco! 

Logística 4.0: O que é, quais são os benefícios?

Você já deve ter ouvido falar na expressão: logística 4.0 que vem ganhando bastante destaque ultimamente. 

A logística 4.0 é baseada na utilização de recursos novos e tecnológicos com o intuito de otimizar todos os processos logísticos. 

Portanto, essa é mais uma etapa do setor logístico que vem ganhando cada vez mais velocidade, eficiência e redução de custos. 

Entretanto, os processos logísticos começaram a ser bastante influenciados pela digitalização e automação dos processos, a responsável por isso é a logística 4.0. 

Existem alguns elementos que estão presentes na logística 4.0, são: Centros de distribuição, supply chain, processos robotizados, automatizados e inteligentes. 

Mas algumas coisas precisam ser filtradas pelos profissionais que atuam na área logística. 

É necessário se atentar às tendências do mercado, quais tecnologias vão ser inseridas e a sua importância. 

Novos desafios surgiram, portanto, certifique-se que sua empresa está por dentro dessa evolução, é importante para o crescimento da empresa. 

O que é logística 4.0? 

A logística 4.0 veio para revolucionar os processos logísticos que passaram a usar novas tecnologias para proporcionar soluções mais digitais e automatizadas. 

Esse novo conceito está ligado diretamente à indústria 4.0 que vem moldando o chão de fábrica e toda cadeia de produção. O intuito é utilizar os avanços tecnológicos a fim de melhorar processos, técnicas e modelos de trabalho. 

Além disso, a logística 4.0 garante que o processo de distribuição das empresas seja feito de forma lógica e inteligente. 

Adotar a logística 4.0 no setor industrial é um grande desafio. Afinal, apenas quem se habitua ao regulamento consegue usufruir dos benefícios dessa novidade.

A logística 4.0 faz o uso de conexões tecnológicas para atender todos os requisitos de velocidade, eficiência e custos da empresa. 

Evolução da logística 4.0 

A transformação digital trouxe com ela a logística 4.0 que surgiu por causa da quarta revolução industrial.  Portanto, a evolução dessa nova era do setor logístico deu início em 1980 e está em crescimento até hoje. 

Contudo, esse avanço proporcionou o desenvolvimento de tecnologias como: 

Big data, inteligência artificial, machine learning e cloud computing passaram a ser utilizadas pelas empresas. 

Como funciona a logística 4.0? 

Sobretudo, a logística 4.0 é responsável por otimizar e ter um maior controle de estoque.  Com isso é possível fazer com que os produtos fiquem menos tempo nos armazéns.

Quanto maior o estoque, ainda mais gastos com armazenamento é preciso. Por isso é importante planejar de forma assertiva, com isso a redução de custos é gritante! 

Todavia, um ponto importante para enfatizar é a digitalização dos processos que transforma informações em dados digitais, facilitando na hora de elaborar o planejamento. 

O uso de ferramentas tecnológicas impacta diretamente na gestão do supply chain. O intuito é analisar dados de forma mais centralizada a fim de melhorar a qualidade dos serviços. 

Quais as principais tendências da logística 4.0? 

Confira as principais inovações desse setor e fique por dentro das principais características dessa nova logística. 

Internet das coisas (IoT) 

É a conexão de alguns dispositivos à internet como: computadores, smartphones ou qualquer dispositivo que tenha esse acesso. 

Não pense que são apenas aparelhos como celulares e computadores que podem fazer parte dessa conexão. Agora é possível conectar carros, máquinas industriais  inteligentes e drones. 

Portanto, fica mais fácil a troca de informações entre os aparelhos, tornando os processos mais automatizados, seguros e inteligentes. 

Inteligência artificial 

Essa tecnologia permite que as máquinas se tornem mais independentes,  Calculando, prevenindo erros e proporcionando bons resultados para a logística. 

Certamente, uma das maiores qualidades da IA é a possibilidade de atender clientes de forma personalizada, através da sagacidade em analisar dados. 

Computação na nuvem 

É um dos serviços que as empresas estão mais utilizando. Com o passar do tempo a virtualização dos serviços é inevitável. 

Por isso a computação na nuvem tornou- se cada vez mais comum e essencial, para o setor logístico e a indústria 4.0. 

Essa tecnologia permite facilitar a gestão de informações, coletando, armazenando e dispondo dados de forma rápida e sem interrupções. 

Big Data

A tecnologia Big Data é importante para o complemento do setor logístico. O  intuito é ajudar a empresa a ter uma visão mais aberta de toda cadeia produtiva. 

Ela é responsável por analisar grandes quantidades de dados não estruturados e definir uma relação entre eles. 

Quais são os benefícios que a logística 4.0 proporciona às empresas?

Se você quer ter uma boa logística em 2023 é preciso investir em tecnologias para sair na frente dos seus concorrentes. 

A logística 4.0 vai além da digitalização do meio industrial. Ainda é possível melhorar o rendimento do negócio, a fim de garantir diversos benefícios. Confira! 

  • Amenizar falhas prevendo problemas;
  • Dados em tempo real com dispositivos inteligentes;
  • Uso inteligente dos recursos;
  • Otimizar frotas/veículos;
  • Decisões melhores;
  • Clientes satisfeitos.

Quais são os desafios da logística 4.0? 

Utilizar a logística 4.0 pode ser difícil devido aos desafios que estão ligados diretamente à escolha da tecnologia para cada operação do negócio. 

Portanto, é necessário um estudo para identificar qual a melhor tecnologia para adotar a sua empresa. 

Para o setor logístico é fundamental um bom investimento, afinal, será preciso uma mudança na cultura institucional da sua empresa.

Contudo, o custo para aderir a algumas tecnologias é alto. Apesar de gerar uma economia a longo prazo, isso acaba sendo um impasse para muitos empresários.  

São diversas tecnologias e muitas delas são complexas, por isso exigem funcionários cada vez mais capacitados. Infelizmente, falta mão de obra qualificada para esse tipo de atividade. 

Outro ponto muito importante é a falta de infraestrutura para colocar em prática as novas tecnologias. 

Qual passo devo seguir para aplicar a logística 4.0 ao meu negócio? 

Não é tão fácil adotar o uso da logística 4.0.  Será preciso estudar a necessidade da sua empresa, identificar as prioridades e escolher a tecnologia certa! 

Com isso é possível elaborar um plano de ação e mudar como a logística é vista na sua empresa. 

Preparamos um caminho que você deve percorrer para obter sucesso na adoção da sua empresa.

1 – Faça uma mudança cultural na sua empresa! Por isso, apresente as novas tecnologias aos funcionários e revele as principais mudanças que aconteceram. 

Invista em treinamentos para capacitar seus colaboradores! 

2- Invista em tecnologia. Foi falado anteriormente que há a necessidade de um estudo para identificar quais tecnologias irão agregar ao seu negócio. 

Estude tecnologias como: Big Data, internet das coisas, cloud computing, inteligência artificial e reconheça a necessidade da sua logística! 

3 – Otimize a cadeia logística. Por último e não menos importante, é preciso se atentar à cadeia de suprimentos. 

Portanto, todos os envolvidos no fluxo logístico devem estar habituados aos novos processos. Todos devem garantir a padronização e a eficiência da operação. 

Como a Fusion pode te ajudar nessa? 

 A Fusion oferece a solução mais completa especializada em gestão de entregas do Brasil.  

Conceito denominado como Delivery Management System que é composto por 7 módulos totalmente integrados com mais de 30 ERP ‘s do mercado. 

Desde a roteirização, monitoramento das entregas até a gestão da jornada de motoristas e ajudantes. 

Sua logística ganhará alta precisão, otimização, automação e um gerenciamento de baixo custo operacional. Entre em contato com a gente e faça um orçamento! 

Centro logístico: Qual a sua importância?

Ao rastrear um pedido você já deve ter visto “o seu pedido chegou ao centro logístico”, mas o que será esse lugar? e por que meu pedido tem que passar por ele? 

Perguntas como essas são muito frequentes, por isso estamos aqui para respondê-las detalhadamente, confira abaixo neste artigo! 

O que é um centro logístico? 

São grandes estruturas para armazenar, organizar e distribuir para seus destinos finais. Áreas otimizadas e preparadas para isso tem nome de “centros de triagem”.

Operações logísticas como recepção, transporte interno, armazenamento, preparação e distribuição de produtos acontecem nesses espaços.

Contudo, para realizar essas operações é necessário que essas áreas sejam otimizadas e preparadas com o intuito de coexistirem espaços como: 

  • Armazenagem; 
  • Picking; 
  • Carga e descarga;  
  • Escritórios. 

O centro logístico é peça fundamental para a economia em junção com uma frota de veículos otimizada e a melhoria das entregas. 

Onde pode-se localizar o centro logístico? 

Você já deve ter dado de cara com a seguinte expressão: “Seu pedido chegou ao centro logístico” ao rastrear sua encomenda. Entretanto, existem vários espalhados por todo o país.

Contudo, a plataforma na qual você efetuou a compra é responsável por disponibilizar todos esses dados na aba “Rastreie seu pedido”. Desta maneira fica mais fácil acompanhar seu pedido.


Caso desconfie, procure o nome do centro logístico informado no google e obtenha mais detalhes. 

Fatores que ajudam a definir o que são centros logísticos: 

1 – Tamanho

Quanto maior for a quantidade de M², maior será a capacidade de armazenamento, porém, mais difícil será o transporte interno das mercadorias. 

Portanto, deve-se atentar ao espaço e a capacidade de armazenagem necessária para a empresa. 

2 – Localização 

Escolher um bom lugar pode afetar o aspecto construtivo e impactar no seu nível estratégico.

Contudo, a localização precisa ser pautada em qual tipo de produto será armazenado, custo de infraestrutura, demanda de pedidos e a concorrência. 

3 – Configuração 

Realizar operações dentro dos centros logísticos dependem de sistemas de armazenagem, docas de carga, escritórios e equipamentos para movimentar mercadorias. 

Por que o centro logístico é importante?

Sem os centros logísticos as entregas seriam feitas de forma desordenada, mal organizadas e sem comunicação. 

Contudo, o centro logístico é responsável por organizar e distribuir igualmente as mercadorias para as cidades, evitando que caminhões saiam com mais cargas que os outros, ou mercadorias iguais para a mesma cidade. 

O centro logístico evita que as frota gaste mais combustível, além de diminuir a exposição dos colaboradores aos ricos. 

Elaborar rotas otimizadas a fim de evitar o mau uso da sua frota e o alto consumo de combustível também é de consciência dos centros logísticos. 

Isso pode ser feito através de softwares de roteirização que auxiliam no planejamento das rotas para maior assertividade. 

Além disso, milhares de encomendas são enviadas para diferentes locais do país todos os dias.

 É impossível estabelecer uma logística otimizada para garantir a entrega se essas organizações não tiverem centros logísticos dedicados e responsáveis ​​pela triagem das mercadorias.

Para onde vai a mercadoria depois que sai do centro logístico? 

A mercadoria passará por outros lugares de triagem até chegar ao destino final, a não ser que o centro logístico fique próximo da residência do comprador. 

Entretanto, o produto só será entregue após seguir todo o fluxo de entrega e chegar ao último centro logístico, caso contrário você precisa esperar. 

Quais as funções de um centro logístico? 

O centro logístico tem como objetivo melhorar o desempenho do supply chain que vai muito além do simples fato de armazenar mercadorias. Confira! 

Recebimento

As mercadorias chegam diariamente dos centros de produção ou de fornecedores, portanto, organizar corretamente a área de carga é fundamental para ter um centro eficiente. 

Armazenagem

Após a mercadoria ser verificada ela passará a contar nos sistemas de armazenamento correspondentes conforme seus aspectos de rotação. 

Transporte interno

A circulação de mercadorias deve ser o mais flexível possível. Uma rota para que equipamentos de manuseio automáticos e manuais operem em plena capacidade dentro do centro de distribuição.

Preparação de pedidos 

Essa, operação é importante, porém, uma das mais difícil dentro de um centro logístico. Ao otimizar rotas de picking aumenta a produtividade e reduz custos da empresa. 

Gestão de estoques 

É necessário ter em mãos um sistema que disponibilize informações em tempo real sobre a situação do estoque. É fundamental evitar erros que podem afetar diretamente o funcionamento das instalações. 

Existe diferença entre armazém e centro logístico? 

A principal diferença entre um armazém e um centro logístico são as atividades e operações que ocorrem em cada um.

No início, não havia muita diferença entre armazém e centro logístico. Afinal, ambos tinham a mesma finalidade: armazenar mercadorias.

Passado o tempo, muitos armazéns se tornaram centros logísticos, uma vez que não se limitavam ao armazenamento, mas abrangiam todos os serviços de logística.

Portanto, um centro logístico possui elementos essenciais para realizar o controle de estoque, preparação, embalagem de pedidos, transporte interno e distribuição de mercadorias.

Por fim, ainda possuem escritórios para supervisionar a operação de todas as atividades. 

Nome Confira os 6 tipos de centros logísticos encontrados no mercado atual

Centro de custo 

É a menor parte de uma organização onde são discutidos os custos com o intuito de registrar no sistema de pagamento da empresa, pode ser metade de um departamento ou um inteiro. 

Centro de carga

É essencial quando se fala em movimentar materiais através de empilhadeiras. Contudo, é o parâmetro que define a capacidade do equipamento para elevar com equilíbrio uma carga sem que haja tombamento para ambos os lados.  

Centro de desconsolidação

Os armazéns dividem cargas consolidadas em lotes menores para depois efetuar entregas e os pedidos de mercadorias. 

Esse método é conhecido como divisão de encomendas. 

Centro de distribuição 

Consiste em um armazém com produtos acabados, itens de serviço derivados de mais de uma fábrica com o intuito de servir mais de um mercado. 

Portanto, o centro de distribuição é um armazém que tem como finalidade efetuar a gestão dos estoques de mercadorias. 

Centro de separação de cargas 

Local onde são recebidas as cargas que são verificadas, separadas e organizadas para serem enviadas aos seus destinos finais.

Centro flexível de manufatura 

 É um sistema automatizado por máquinas CNC alimentada e descarregada por manipuladores, com o intuito de mudança rápida de produtos.

Contudo, o serviço oferecido pelos centros logísticos é fundamental para que as mercadorias cheguem seguras e com qualidade aos consumidores. 

É necessário muito cuidado, atenção e um bom método de organização para que tudo saia como planejado e com segurança.

Logística de distribuição: O que é e como funciona?

A logística de distribuição é extremamente importante para as empresas, no entanto, ela está presente nas atividades desde a fabricação até a entrega ao cliente. 

Caso esse processo não seja realizado de maneira eficiente, o pensamento do cliente a respeito da sua empresa muda. O resultado disso é o cliente deixando de comprar e seus lucros caindo. 

É por isso que a distribuição logística é um área que requer bastante atenção, pois qualquer coisa que aconteça de errado pode impactar suas vendas. 

Mas o que de fato é logística de distribuição?

A logística de distribuição de produtos abrange o movimento de matérias-primas, produtos acabados e  movimento de pedidos de um local para outro. Entretanto, inclui também o armazenamento de mercadorias e a sua expedição para os clientes.

Portanto, o processo de entrega vai muito além de pegar mercadorias da fábrica, transferir para caminhões e entregar. 

Essa é a etapa final do processo de compra, por isso é extremamente importante para manter as empresas competitivas. 

Contudo, é fundamental alertar os colaboradores da importância da logística de transporte e distribuição. 

A logística de distribuição tem como papel definir qual canal de venda é ideal para cada tipo de produto que a empresa oferece. Todos esses pontos interferem na colocação da empresa no mercado. 

Quais processos que envolvem a logística de distribuição?

  • Emissão;
  • Saída do centro de distribuição logístico;
  • Transporte dos produtos;
  • Chegada na empresa revendedora; 
  • Entrega ao cliente final. 

Entenda como funciona a logística de distribuição 

O papel da logística de transportes é otimizar a distribuição, agilizar processos, tornar seguro e barato. Além disso, é necessário cumprir o fluxo estratégico que afeta diversas áreas. Cada setor tem responsabilidades para viabilizar caminhos.

Portanto, a logística de distribuição funciona para fazer os produtos chegarem até o consumidor de forma prática e eficiente. 

Qual a importância da logística de distribuição?

Logística relaciona-se normalmente a transporte de mercadorias, abastecimento/distribuição.

Contudo, a importância da área aumentou, expandindo a definição para incluir compra, movimentação, armazenamento e entrega.

Mudar reforça o caráter estratégico para ofertas de produtos nos locais/momentos certos, garantindo serviço aos clientes.

Gerenciamento de estoque aprimorado para reduzir custos/aumentar eficiência! Melhoria constante é expressão de logística nas organizações. 

O aprimoramento possibilita compartilhamento de informações entre parceiros/avaliação do desempenho.

Diante disso os recursos são utilizados de forma mais assertiva, com custos de frete mais baratos, a otimização é garantida! Além de diminuir gastos com combustíveis e realizar trajetos mais rápidos e seguros. 

Quais etapas envolvem a logística de distribuição? 

Gestão de transporte

A distribuição começa com uma gestão de transporte desde o momento da escolha do modal e o seu tipo de carga. 

Entretanto, também é possível saber se a distribuição será feita a partir de rodovias, ferrovias, hidrovias ou até mesmo por transporte aéreo.

Checagem e despacho de mercadorias  

É nessa etapa que acontece a verificação das mercadorias. Portanto, essa etapa é uma das mais importantes, aqui garante que o cliente receberá o que realmente pediu. 

Verifica-se a quantidade de itens e os seus respectivos destinos, com a finalidade de evitar devoluções e insatisfações de clientes. 

Gerência do frete 

Efetivar o gerenciamento do frete é fundamental na hora de diminuir custos. Nessa etapa será realizado o cálculo do frete mediante ao tipo de transporte que será utilizado na entrega. 

Vale salientar que o cálculo é feito a partir de cotações a fim de garantir um melhor preço. A qualidade do transporte pode influenciar o preço, mas garante a satisfação dos clientes. 

Ter um controle de frete garante à empresa maior percentual de lucro! 

Roteirização 

A roteirização é peça fundamental para uma logística de distribuição eficiente! Com a roteirização você consegue entregar os pedidos no prazo certo, rotas mais rápidas e diminuir custos com combustíveis.

Entretanto, tudo isso é possível graças a um software roteirizador que irá traçar rotas otimizadas e curtas. 

Ajuda na organização da sua frota trazendo grandes resultados, diminuindo os custos operacionais. 

Quais vantagens a logística de distribuição oferece?

Logística de distribuição tem grande influência nos resultados financeiros de uma empresa, ainda que passe despercebida. 

Pode encarecer o produto, diminuindo vendas ou o tornar mais atrativo que seus concorrentes.

Afinal, quais as vantagens? Confira agora! 

Eficiência nas entregas 

O centro de distribuição de uma empresa é um dos responsáveis por entregas rápidas e de qualidade, para o cliente (consumidor) ou empresa (afiliada). 

Portanto, é vantajoso ter uma logística de distribuição feita por softwares tecnológicos, com isso as entregas são feitas de maneira mais ágil.

Uma pesquisa realizada nos EUA mostrou que 49% dos consumidores preferem comprar online se o produto chegar em até 24 horas.

Entretanto, é quase impossível cumprir essa meta! Contudo, uma logística otimizada significa ter o produto em mãos mais rápido. 

Redução de custos 

Os custos logísticos são os principais de uma empresa e podem se tornar muito altos se não tomar cuidado. 

Normalmente as empresas repassam esses custos para os clientes, portanto muitos consumidores reclamam do alto preço do frete e que isso impacta na decisão de compra.

Estabelecer uma logística de distribuição é permitir que a empresa reduza custos o que pode ser repassado ao cliente. No entanto, isso gera mais satisfação e a companhia vende mais! 

Qualidade do atendimento 

Uma boa logística influência e melhorar a qualidade do atendimento ao consumidor.  investir numa logística de distribuição eficiente é garantir que o produto seja entregue com rapidez e com custos menores. 

A fidelização de clientes é resultado de uma boa logística de distribuição! 

Está pensando em melhorar sua logística de distribuição? Nós temos a solução! 

O Fusion DMS conta com sistema de roteirização que vai além de apenas organizar suas frotas! 

Nosso roteirizador é capaz de reduzir custos, planejando uma rota otimizada a fim de diminuir o tempo de entrega, também é possível monitorar em tempo real toda rota.

Está esperando o que? Entre em contato conosco e faça um orçamento! 

Roteamento automático: O que é e quais os benefícios?

O que realmente diferencia uma roteirização de uma empresa à outra é a eficiência de sua operação tanto no quesito fidelização do cliente, quanto na rentabilidade dos seus processos logísticos.

Portanto, a automatização de processos é fundamental! Nas últimas duas décadas, o momento de automatizar os processos mais básicos como o envio de pedidos, faturamento e controles financeiros exigiam uma equipe enorme e causavam grande descontroles em operações maiores.

Já nesta década, o que percebemos foi uma automatização da logística de armazenagem, evitando operações manuais gigantescas e forte índice de perda de mercadorias.

Agora, estamos no momento de automatizar a gestão das entregas, que passou a ser um dos maiores centros de custo das operações.

Roteirização manual, por que devo para de usar?

Todas as atividades manuais estão sujeitas a erros, o que afeta diretamente a qualidade do serviço e o alcance dos resultados.

Todavia, o principal objetivo de uma empresa de logística é conseguir entregar o produto certo corretamente no menor tempo e com o menor custo.

Usando a roteirização manual, você pode até atingir um objetivo ou outro se as informações não forem muito precisas.

Mas afinal, o que é roteirização automática?

A roteirização automática é o planejamento das cargas que a frota irá transportar para distribuição com o auxílio de sistemas especializados.

Contudo, introduz o planejamento de rotas, montagem de cargas, conhecimento geográfico e outras funções de forma automatizada com mínima intervenção humana.

Se no roteamento “tradicional” tudo é feito manualmente, mas no roteamento automático o fator fundamental é utilizar um sistema sob medida para a função.

Quais os benefícios da roteirização automática?

Redução de custos e ganho de agilidade

O roteamento automatizado ajuda a reduzir o consumo de combustível, a fim de acelerar as entregas e reduzir os custos operacionais (desde despesas de folha de pagamento reduzidas a menos erros e retrabalho).

Sobretudo, as margens de lucro podem ser melhoradas e descontos podem ser negociados em determinadas negociações, o que não é possível quando se trabalha com alto custo.

Gestão orientada por dados

Pense primeiramente em todo o tempo gasto planejando cargas e pensando no processo de entrega de mercadorias aos clientes.

Quanto mais tempo gasto nisso, menos produtivos todos são, desde o planejamento até a execução operacional.

Com uma solução de roteamento automatizado, você pode reduzir esse tempo, com o intuito de ter uma entrega mais rápida e eficiente. Isso melhora a satisfação do cliente, melhora a reputação da empresa, aumenta a produtividade e pode aumentar a receita e a lucratividade.

Aumento da competitividade

As empresas do espaço distribuidor atacadista que usam roteamento automatizado são mais inteligentes e mais competitivas.

Eles são capazes de planejar e executar uma sequência otimizada de rotas de entrega, são capazes de analisar a disponibilidade do cliente, horas de serviço, capacidade do veículo, desempenho do motorista, etc.

Quando o roteamento automatizado é colocado em prática, são muitos os fatores que podem ser melhorados no dia a dia das operações para beneficiar a empresa.

Resumindo, roteirizar cargas e planejar embarques não é mais um “problema difícil” para uma equipe passar horas fazendo essa atividade. A automação pode evitar erros e tornar tudo mais eficiente e eficiente.

Minha empresa deve utilizar um software roteirizador?

Se o gestor logístico não tem tempo suficiente para formar todas as cargas diárias, por não utilizar “ferramentas” que auxiliem a distância entre os clientes, ou até mesmo a localização exata do cliente em um mapa. Você definitivamente deve fazer o uso da roteirização automática!

Contudo, se o colaborador responsável por formar as cargas não otimiza a frota de cargas da empresa, realizando agrupamentos lógicos com o intuito de atender todas as entregas e utilizar os veículos em sua plena capacidade. Você com certeza deve fazer o uso da roteirização automática!

Entretanto, é exatamente neste ponto que um software roteirizador traz seu primeiro grande benefício.

Ao utilizar um software roteirizador é possível manter mapas constantemente atualizados pelo Google e, processados durante a fase de implantação, a localização exata de cada cliente no mapa.

Mas não é só isto! O serviço é baseado em diretrizes de roteirização, como:

  • Clientes com janela de entrega;
  • Clientes especiais;
  • Tipos de veículos com suas Capacidades (Peso e Cubagem);
  • Áreas com restrições a tipos de veículos;
  • Tempo máximo de execução por área;
  • Número máximo de entregas.

Vantagens de utilizar o roteirizador avançado do Fusion DMS

O Fusion DMS analisa as entregas das áreas selecionadas e, mediante a disponibilidade dos veículos, forma automaticamente as cargas com a divisão das entregas, calculando inclusive a melhor sequência para realização das entregas e os trajetos (a nível de ruas) que os veículos devem percorrer durante a execução das cargas.

No entanto, o colaborador que passava horas montando uns “quebra cabeças” para encaixar todas as entregas, recebe uma visualização no mapa de todas as cargas formadas em poucos instantes, podendo realizar ajustes finos e efetivá-las em seu sistema. Desta forma, a frota passa a ser utilizada da melhor forma possível.

Em outras palavras, a solução reduz significativamente a quilometragem rodada pelos veículos durante o mês.

Como boa parte dos custos das entregas variam proporcionalmente com a quilometragem rodada, os custos baixam na mesma proporção. Outro efeito que se percebe é a utilização de menos veículos para uma demanda equivalente ou a redução do tempo de entrega para o cliente final.

Por fim, após alguns poucos meses de automatização da roteirização um outro efeito interessante surge: o aumento da eficiência comercial.

Os clientes se tornam mais fiéis e até pagam “um pouco” mais caro para terem o seu serviço. Portanto, isto tem uma explicação simples: a melhoria do nível de serviço das suas entregas permite que seu cliente final trabalhe com estoques mais baixos e reposições mais frequentes, ou seja, o seu cliente final aumenta sua eficiência operacional. Afinal, não é isto que todos os empresários estão buscando?

Se você está buscando uma melhoria dos seus processos logístico, a Fusion tem a solução ideal para você!

Faça um orçamento conosco ou agende uma apresentação e conheça mais sobre o Fusion DMS

Perda de estoque: 5 dicas de como reduzir agora!

A perda de estoque pode ser um grande contratempo para uma empresa, pois pode afetar as operações, os lucros e a lucratividade do negócio, resultando em uma série de perdas.

Os principais motivos para isso incluem roubo de itens, mau funcionamento, erros operacionais e falhas no registro de produtos.

Embora este seja um processo desafiador, a boa notícia é que existem algumas coisas que podem ser feitas em termos de controle de estoque que podem ter resultados muito positivos.

Em pequenas e micros empresas, prevenir a perda de estoque é ainda mais importante. Como as lojas trabalham com estoque reduzido nesses casos, além das perdas, sofrem com a frustração de não conseguir atender adequadamente os clientes.

Mas o que são as perdas de estoque?

Se existir uma diferença entre o que está no sistema que gerencia a quantidade exata de unidades que contém no estoque de uma empresa, isso é considerado uma perda de estoque.

Entretanto, identificar as perdas de estoque é de responsabilidade de uma equipe que avalia os resultados no inventário de mercadorias, no estoque e comparam com os resultados obtidos em seus relatórios.

Quando há esse problema em uma empresa pequena, pode dificultar todo o trabalho, já que pequenas empresas trabalham com estoques reduzidos e isso pode fazer com que elas não consigam atender a demanda corretamente.

Em uma grande empresa, o problema pode ser ainda mais grave, a perda de estoque pode ser fonte para um desperdício muito grande, capaz de levar a empresa a apresentar resultados muito baixos que no normal.

Compreender melhor os procedimentos de inventário perdido são essenciais para empresas de todos os tamanhos. Isso os ajuda a desenvolver uma vantagem estratégica sobre seus concorrentes.

Ao eliminar o desperdício e fornecer soluções confiáveis ​​ao seu público, qualquer organização pode mudar sua realidade por meio de um bom controle de estoque.

De onde surgem as perdas de estoque?

Para resolver adequadamente qualquer problema, é importante entender de onde ele veio. Isso pode ajudar a fornecer os recursos necessários para eliminar as perdas de estoque ou reduzi-las.

Existem vários tipos de fatos de perda de estoque. Esses fatos exigem que os gestores entendam o que os impulsiona e como resolver o problema. Os principais motivos para perda de estoque são:

1 – Furto

Furtar é o ato de tomar a propriedade de outra pessoa sem sua permissão.

As mercadorias que saem de uma empresa sem as medidas de segurança adequadas podem levar a muitos problemas. Isso inclui roubos internos, inventário perdido e problemas com fontes externas.

Portanto, é importante controlar quem tem acesso às ações da empresa. Não apenas pessoas não autorizadas devem ser impedidas de acessar o estoque, mas os funcionários também devem ser monitorados ao remover itens.

A contagem de produtos no estoque corporativo é uma sugestão para uma gestão eficaz do estoque. Além disso, as pessoas devem orientar a equipe durante a execução dessa tarefa.

2 – Avarias

Não são apenas ações propositais que causam perdas de estoque. É necessário levar em conta os problemas que surgem como resultado de situações descontroladas.

Um exemplo comum diz respeito às operações de transporte e armazenamento de produtos. Se não houver maior rigidez nesse sentido, os objetos podem ser parciais ou totalmente avariados, mesmo que o funcionário não pretenda prejudicar a empresa.

Consequentemente, podem surgir problemas quando o produto é movimentado ou se não estiver devidamente estruturado no espaço de armazenamento.

Entretanto, também pode acontecer quando a empresa não tenha soluções simples como, por exemplo, carroças de carga e prateleiras especiais que possam facilitar a colocação e manuseio de produtos no armazém.

3 – Falhas gerenciais

registros criados incorretamente e vendas realizadas sem registro junto à administração da empresa são exemplos de erros administrativos que comprometem a gestão de estoque da empresa.

Esse tipo de problema na verdade está mais relacionado à falta de processos bem estabelecidos dentro da empresa geralmente quando não existe um sistema separado para isso.

Assim, a consequência é que trabalha sempre com estoques contábeis, com informações imprecisos que tendem a gerar prejuízos no futuro.

4 – Falhas operacionais

Como você e sua equipe procedem no dia afetará seu inventário. A falta de uma política claramente definida de reabastecimento pode causar interrupções operacionais, por exemplo: vender mercadorias recém-adquiridas antes mesmo de permanecer em estoque.

Esse tipo de situação parece inofensiva, mas isso pode causar problemas no futuro, como a perda de itens vencidos no depósito.

Consequentemente, precisamos pensar em como evitar esse tipo de falha. As regras de estoque são importantes e devem ser seguidas considerando fatores como data de recebimento do produto e controle de lote.

Por isso, o sistema de controle de estoque também emerge como solução, pois protege seu negócio de falhas operacionais.

5 dicas de como evitar a perda de estoque

1 – Realizar o inventário do estoque

Uma boa dica para evitar a perda de estoque é o inventário rotativo, que é o inventário realizado com mais frequência e tem como objetivo, identificar a falta de itens com prazo de validade mais próximo e produtos cadastrados no sistema.

Com a implementação desta prática, é possível identificar com mais clareza a base do problema e, desta forma, desenvolver as medidas mais adequadas para resolvê-lo.

2 – Ter cuidado com as compras

O excesso de estoque é outro motivo que leva ao desperdício do produto, particularmente em situações em que o produto expirou. Os dados de estoque devem ser integrados e otimizados com o departamento de vendas, garantindo que o armazém tenha a quantidade ideal de itens.

Também é responsabilidade do departamento de compras evitar que a organização perca estoque. Por isso, são necessários políticas robustas de informação e gestão.

3 – Controlar os recebimentos

A atenção ao potencial perda de estoque começa quando os fornecedores enviam produtos para a empresa. É neste momento que dados relevantes como quantidade, condição dos itens entregues, validade e outras informações devem ser cuidadosamente registrados.

Com base nesses registros, os funcionários responsáveis ​​pelo controle de estoque poderão tomar as decisões mais adequadas quanto ao armazenamento distribuição e exposição dos produtos adquiridos, ajudando assim a evitar perdas.

4 – Verificar a rotatividade dos produtos

É necessário conhecer os produtos que o distribuidor possui, como o fluxo de circulação desses itens. Por esse motivo, é importante ter os dados certos na mão e analisá-los de forma eficaz.

Isso contribui para a determinação de indicadores, bem como a detecção dos produtos com mais emissões, o período de estoque vazio e principalmente suspensões de produtos.

Dessa forma, é possível criar as melhores estratégias para vender mais rápido e evitar que elas se convertam em prejuízos.

5 – Faça uma boa gestão de estoque

A gestão de estoque é um dos principais processos que garantem o sucesso de uma empresa. Em última análise, controlar a movimentação de todos os produtos em uma instituição facilita evitar o desperdício.

O tempo, a exibição nas prateleiras o transporte e outros fatores são questões que a equipe de controle de estoque da empresa deve monitorar de perto, pois são as principais causas de desperdício.

Agora que você já está ciente do que a perda de estoque pode causar na sua empresa, está na hora de implementar essas dicas na sua rotina e evitar prejuízos na sua empresa.

Gostou do conteúdo e quer ficar por dentro de mais como esse? Entre em contato conosco e assine a nosso newsletter e fique por dentro de todos os nossos conteúdos.

EIP: o que é e como ele pode ser um diferencial na gestão da sua empresa

As empresas precisam contar com ferramentas inteligentes que falem a linguagem das novas tecnologias. Surge, assim, um novo conceito de software voltado para a gestão de negócios: o EIP –  Enterprise Intelligence Platform.

Com a evolução tecnológica, estamos vendo a dinâmica do mercado mudar. A era digital exige das corporações mais colaboração, agilidade, transparência e assertividade

Portanto, a área logística foi especialmente impactada pelo aumento do consumo digital, contudo, é imprescindível acompanhar os novos modelos de negócios impulsionados pela tecnologia

Entretanto, surgem tecnologias, como a plataforma EIP, capazes de atender essa realidade de mais conectividade e competitividade do mercado global.  

Para ajudar você na condução da transformação digital do seu negócio. Apresentamos neste artigo o que é EIP e como essa solução é um diferencial no dia a dia da gestão, dos processos e na tomada de decisão da sua empresa. Boa leitura!

O que é EIP?

Podemos dizer que o EIP – Enterprise Intelligence Platform (Plataforma de Inteligência Empresarial, em português) é a evolução do sistema ERP para o novo cenário digital, que interliga as tecnologias avançadas ao negócio e agrega mais inteligência à gestão. 

Apesar da importante conquista com os sistemas ERP na automatização de processos e rotinas, a digitalização tem impulsionado novos modelos de gestão. As empresas precisam estar conectadas a todo o ecossistema de um mercado global. 

Foi assim que surgiu o conceito EIP, a fim de integrar toda a realidade da era digital aos processos de gestão empresarial e unir as empresas com o mercado, e não apenas com os dados e as informações dos departamentos internos

Ao ser integrado às novas tecnologias, como Big Data, Market Data, Internet das Coisas, e-Commerce, entre outras. O EIP alcança outro patamar de entrega, tornando o sistema ERP obsoleto.

É um ganho exponencial de competitividade, já que a integração a essas soluções resulta no acesso a informações de diferentes dispositivos, áreas, processos e bases de conhecimento disponíveis no ambiente web, para ajudar nas tomadas de decisão.

Quais são as vantagens e os diferenciais do EIP?

Em um contexto digital e de mudanças no comportamento dos consumidores que estão mais conectados e exigentes, a logística deve estar conectada ao mundo, além de integrada aos demais setores de uma empresa.

A logística digital, que já entende a tecnologia como estratégica para automatizar os processos, gerar mais eficiência nas entregas e reduzir os custos, precisa avançar para uma gestão de conhecimento colaborativa e focada em soluções para atender a esses novos consumidores. 

E é isso que a plataforma EIP possibilita: lidar com o controle das operações, não focando somente nos resultados – perdas e lucros -, mas em toda a cadeia produtiva e nos objetivos de negócio.

Entre os principais benefícios e diferenciais do EIP, estão:

Melhoria na gestão

O EIP oferece uma gestão mais direcionada, fácil e assertiva,  sem gerar gargalos causados por falhas na comunicação entre diferentes setores ou erros ocasionados por intervenção humana. 

É a entrega da informação certa, na hora certa e para a pessoa certa para apoiar as decisões estratégicas. 

Experiência única (personalização)

O foco é propiciar a melhor experiência a cada usuário na realização do que precisa ser feito. Desta forma, a plataforma de inteligência empresarial guia o colaborador de acordo com suas responsabilidades, evitando falhas e quebras nos processos, além de racionalizar e automatizar as várias interações envolvidas.

O EIP torna a experiência única, adequando-se especificamente aos hábitos de usabilidade e às necessidades do usuário, bem como da empresa

Decisões mais assertivas

Na prática, a plataforma conduz à melhor decisão. Ela simplifica o acesso às informações necessárias e, a partir de indicadores que diretores e gestores necessitam, conhece a fundo e aponta os melhores caminhos para a tomada de decisão gerencial ou estratégica no momento oportuno.

Mais inteligência empresarial

O EIP conecta a gestão empresarial  às tecnologias avançadas, como análises preditivas, blockchain, sistemas integrados, bots de atendimento e Machine Learning, Big Data, Internet das Coisas (IoT), plataformas de EAD (Ensino a Distância), microsserviços especialistas, fintechs, plataformas de colaboração e mobilidade. Essa integração é indispensável na gestão de negócios atuais e agrega mais inteligência empresarial. 

Colaboração

Outro diferencial são as plataformas de EAD dentro do próprio ambiente EIP, que propiciam mais colaboração e interação. O EIP permite compartilhar o conhecimento, compreender o perfil comportamental dos usuários do sistema e construir metodologias de trabalho aderentes às demandas de cada função ou cargo, de maneira inteligente.

EIP x ERP

Como mostramos, o EIP é um conjunto maior de soluções. Trata-se de uma mudança conceitual e uma evolução tecnológica. 

Pontuamos a seguir as principais diferenças entre o ERP e o EIP. Confira:

Integração entre as áreas x integração com o mercado

A plataforma EIP incorpora tudo o que é feito por um sistema ERP. Entretanto, vai além da integração dos diferentes departamentos de uma empresa, ele é capaz de reunir informações do mercado para uma administração mais estratégica. É a integração da empresa com o mundo.

Sistema x plataforma

É a transformação de um sistema fechado para uma plataforma flexível, orientada ao usuário e colaborativa. Contudo, os ERPs exigem dos negócios uma adequação para se encaixar aos requerimentos da própria ferramenta. O EIP se adapta à empresa e a cada usuário, fornecendo uma experiência única

Proprietário x colaborativo

O EIP é construído em linguagem totalmente colaborativa. Nele, cada pessoa pode criar as suas soluções e disponibilizá-las em um ambiente colaborativo. Funciona como as lojas de aplicativos dos sistemas operacionais para smartphones, permitindo o compartilhamento de conhecimento e a criação de novas tecnologias.

Isso permite aos usuários compartilharem soluções e conhecimento, e novas tecnologias são criadas tanto para o seu próprio negócio, quanto para outras empresas com a mesma necessidade, mas realidades diferentes.

Já os ERPs foram construídos em linguagens proprietárias, de propriedade do fornecedor do software, o que limita a possibilidade de gerar novas ideias por quem está no dia a dia da operação.

Departamentalizado x única jornada

Uma das preocupações do ERP é integrar os diferentes departamentos de uma corporação a fim de automatizar os processos, possibilitando também a integração com outras ferramentas, como uma solução bancária, de Business Intelligence ou sistemas de fretes e cotações

Porquanto, os usuários precisam navegar entre os diferentes módulos do ERP ou acessar outro sistema para resolver um problema, o que muitas vezes exige vários aprendizados para realizar cada atividade.  

Por outro lado, o EIP guia cada um à solução que ele precisa no momento. O foco é na melhor jornada. Nesse sentido, a plataforma de inteligência fornece uma única jornada, sem precisar mudar de ambiente ou entrar em ferramentas distintas. Tudo que o usuário precisa pode ser encontrado na própria plataforma.

Previsão de informações x análise de informações

Nos ERPs, o sistema entrega relatórios e informações para que o gestor ou colaborador faça as suas análises e tire suas conclusões.

No EIP, a plataforma já faz análises a partir de uma biblioteca de informações e recursos de Inteligência Artificial. Isso possibilita aos usuários terem acesso a insights, predições e alertas para executarem suas atividades e tomarem melhores decisões.

Passivo em relação à estratégia x orientado pela estratégia

O ERP ainda não é capaz de conduzir o colaborador de forma automática pelas diretrizes, métricas e objetivos de negócio da corporação.

Já a plataforma EIP guia o usuário na execução de tarefas alinhadas ao planejamento e ao mapa estratégico da empresa, mesmo que o colaborador não conheça todas as determinações e estratégias do negócio.

Sobre o Sankhya Om : 1ª plataforma desenvolvida a partir do EIP

A Sankhya lançou o Sankhya Om, sua primeira plataforma desenvolvida a partir do EIP – Enterprise Intelligence Platform, que possibilita mais autonomia e flexibilidade aos negócios. 

Com base nesse conceito, o Sankhya Om é a solução focada em tornar a gestão mais inteligente, prática e intuitiva. Ele conecta as empresas com o mundo, aprendendo com o usuário e o conduzindo às melhores práticas de gestão.

A plataforma inteligente da Sankhya é capaz de identificar os gargalos da gestão e fornecer a informação certa, para a pessoa certa, na hora certa

Como mostramos, a evolução do ERP foi necessária para acompanhar a dinâmica do mercado no contexto digital, enquanto uma solução EIP traz mais autonomia às atividades de rotina e gestão

Se sua empresa precisa investir em diferentes ferramentas ou adaptar o negócio ao sistema utilizado, conheça a Sankhya e faça a transformação digital do seu negócio acontecer. 


Esse texto foi escrito pela Sankhya para os leitores do blog da Fusion DMS. Por meio de uma metodologia exclusiva, a Sankhya oferece a solução mais completa de gestão para a sua empresa, permitindo que você esteja mais próximo de cada etapa da sua estratégia.

Motivos para você fazer checklists na logística de entregas

Checklists ou listas de verificação são formas de verificar etapas dos processos que a logística exige, visando evitar erros e que algumas atividades passem despercebidas. É muito importante realizar checklists na logística, pois eles permitirão maior eficiência nos processos logísticos e no manuseio de cargas perigosas, aumentando a segurança entre os colaboradores, das entregas e empresa.

Agora que você tem uma ideia do papel do checklist na logística e os benefícios que ele pode trazer, será que vale a pena agregar isso à rotina? Responderemos mais abaixo.

Afinal, qual a importância do checklist na logística?

O checklist é uma ferramenta que auxilia na busca por evitar falhas e erros, que na logística podem custar caro, aumentando os gastos do setor, que já sabemos ser o mais custoso. As listas de verificação podem auxiliar a criar processos específicos para cada motorista.

Contudo, antes de realizar as entregas, os motoristas precisam estar seguindo os protocolos de segurança que foram estabelecidos para o manuseio das cargas.

Portanto, você consegue criar uma tarefa obrigatória para os motoristas antes deles iniciarem os transportes, os fazendo seguir os requisitos de segurança e comprovação de entregas.

Mas, não é só na segurança das entregas que os checklists atuam na logística. Confira a lista completa de motivos para adotar checklists na rotina das suas entregas.

E-book: Gestão logística de entregas | Tudo o que você precisa saber sobre o assunto em um único material

3 motivos para você fazer checklists na sua logística

1 – Maior eficiência nas entregas

O checklist permitirá uma maior eficiência nas entregas. É muito importante que as empresas confiram os itens a serem entregues, se estão no peso e nas quantidades certas.

Além disso, é possível traçar a melhor rota de entrega com o intuito de maximizar sua logística e diminuir a perca de tempo.

O motorista antes de sair com as entregas deve averiguar o documento dos itens transportados, pesar o veículo e verificar a segurança da carga dentro do baú.

Contudo, seu motorista não correrá o risco de não ter todos os itens das entregas e irá aumentar as chances de o veículo não exceder o limite de peso.

2 – Maior segurança para o motorista

Ter a confiança que o transporte de cargas perigosas seja executado com sucesso faz parte de um bom checklist. Antes do seu motorista seguir com as entregas, é preciso averiguar se todos os equipamentos que irão ser utilizados estão em bom estado de uso.

Listamos 5 itens que precisam de uma atenção antes do seu motorista sair com as entregas, são eles:

  1. Documento do motorista e do veículo em dia;
  2. Pneus em bom estado de uso;
  3. Garantir que o sinto esteja bem afivelado;
  4. Verificar se todas as luzes do veículo funcionem;
  5. Olhar o óleo do motor.

Com essa simples prática, você garante a segurança do seu motorista e o sucesso das suas entregas.

3 – Melhoria nos processos operacionais da sua logística

Toda empresa quer melhorar o desempenho dos seus processos operacionais, fazer um bom checklist te ajuda nesse ponto. Uma lista de verificação permitirá fazer o acompanhamento remoto das entregas.

Conforme o final de cada entrega, um checklist terá que ser feito para garantir que o motorista seguiu a rota estabelecida e que o produto foi entregue conforme pedido.

E ainda, realizar o monitoramento à distância aumenta a segurança do seu motorista quando a carga for de alto valor.

Processos sempre mudam e é muito importante que você revisite seus checklists com o passar do tempo. Um gestor logístico deve sempre monitorar a usabilidade dessa ferramenta pelos seus colaboradores.

Portanto, se uma pessoa esquecer de fazer o uso, toda empresa irá perder! Por isso sempre é bom estar atento.

Principais erros que o não uso de checklists pode trazer na sua logística

Verificar se o estoque está em dia faz parte da sua rotina?

Esse é um dos problemas que pode prejudicar o seu negócio. Se você tiver uma grande demanda de produtos e não tiver eles em seu estoque, isto pode ser um grande problema para sua empresa.

Pedidos atrasarão e seus clientes ficarão arrasados e não é isso que você quer, não é?! Portanto, verificar sempre os estoques tem que virar parte da sua rotina.

As suas embalagens estão em bom estado?

Ninguém quer receber seu produto, amassado ou com algum dano. Impedir que isso aconteça é muito simples e você pode garantir a satisfação dos seus clientes. E cliente satisfeito é revenda garantida!

Está dando para entregar tudo no tempo certo?

Verificar o prazo das entregas e se estão sendo feitas dentro do prazo estabelecido é crucial. Entregar antes do esperado irá dar maior satisfação ao cliente. O surpreenda, positivamente, claro!

Caso contrario, eles irão perder a confiança na sua empresa e assim suas vendas diminuirão.

Sua equipe tem qualificação suficiente para cumprir as demandas?

Fazer o transporte de produtos exige certos conhecimentos, ainda mais no mundo atual onde novas tecnologias surgem e reinventam o fluxo de trabalho.

Garanta que sua equipe tenha conhecimento sobre o que está fazendo. Vale mais a pena investir tempo nos seus colaboradores do que esquentar a cabeça com problemas futuros.

Afinal, toda empresa que tem uma mudança logística precisa ser treinada, é de suma importância que todos saibam o que está acontecendo para evitar desentendimento da sua equipe que resultará em maus resultados e pouco rendimento.

Mas, e aí? Você já adota este conceito na sua empresa? O que falta para implementar uma entrega logística de sucesso na empresa?

Vamos bater um papo?
Que tal conhecer como a tecnologia pode otimizar seus processos e resultados logísticos?

Fusion S.A. de cara nova, um novo momento da nossa identidade!

Nstech e Fusion reforçam posicionamento como ecossistema de tecnologia para logística e mobilidade do Brasil e América Latina.

Atenta ao futuro digital do transporte de cargas e passageiros, a companhia passa a assinar as marcas de empresas do grupo

Juliana Tubino, CEO da nstech. Crédito da imagem Vivian Koblinsky – Divulgação nstech

Planejando um crescimento de mais de 20% em receita este ano, antes de mais nada, a nstech anuncia a integração das marcas do grupo e reforça o seu posicionamento como um ecossistema de tecnologia conectado.

O propósito é sempre melhorar o mundo através da inovação para logística e mobilidade no Brasil e na América Latina. A companhia estará ainda mais centrada na resolução das dores de negócios atuais e futuras de todos os elos da cadeia.

A partir de agora, a Fusion e outras empresas do grupo passam a ter o endosso da companhia.

Em outras palavras, a alteração visual tem como objetivo proporcionar um entendimento mais claro sobre o ecossistema ao qual as marcas estão inseridas.

Palavras da CEO, Juliana Tubino

“As empresas passaram a receber a assinatura de forma direta com a aplicação da marca “by nstech“ em todos os materiais como site, campanhas, posts, materiais, etc.

Acreditamos que o futuro da tecnologia e dos negócios pertence a quem investe em um ambiente colaborativo, inovador e sólido”, explica Juliana, CEO da nstech.

A integração reforça o intuito de oferecer soluções de tecnologia completas e modulares. “A nstech nasceu com a finalidade de revolucionar a logística no país e trazer uma solução mais integrada entre as empresas. Nosso objetivo é gerar mais e mais valor para os negócios dos nossos clientes. E parte disso vem de potencializar agilidade nas entregas, do impacto positivo na sociedade, reduzindo a emissão de CO2, além de ganhos coletivos com a redução de acidentes e roubos”, pontua Juliana Tubino.

Oportunidades

Com mais de 3 mil colaboradores, a nstech é uma empresa reconhecida como consolidada, líder e desejada entre profissionais da área.

Na contramão de empresas tech, que por outro lado estão reduzindo times, a companhia pretende oferecer mais de 350 oportunidades, até o final de 2022.

“Somos uma empresa inovadora que impacta positivamente o setor de tecnologia para mobilidade e logística. No nosso ecossistema contamos com empresas líderes que agregam valores para todos os elos da cadeia.”

“E isso só é possível porque temos times excepcionais e uma cultura de marca forte que é vivida todos os dias, de forma orgânica, pelos nossos colaboradores. E vem muito mais pela frente!”, destaca Juliana Tubino.

Fusion S.A. by nstech: nossa nova identidade de marca

Nova identidade de marca Fusion com endosso nstech

Com o objetivo de fortalecer o nosso posicionamento como ecosistema conectado de tecnologia para logística e mobilidade, algumas empresas passam a ter uma nova marca, com endosso da nstech.

E este endosso tem como características a simplicidade, pluralidade e a clara visão de potente ecossistema.

A partir do uso da assinatura by nstech, é possível deixar claro o entendimento sobre o ecossistema que a Fusion S.A. está inserido. Afinal de contas, #somosnstech!

Sobre a nstech

A nstech, ecossistema conectado de tecnologia para logística e mobilidade, na qual a Fusion está inserida, é centrada na resolução das dores de negócios atuais e futuras de todos os elos da cadeia.

Oferece soluções de tecnologia completas e modulares para que os clientes possam evoluir seus negócios, fazerem entregas eficientes e impactar a sociedade ao reduzir a emissão de CO2, acidentes e roubos, entre outros.

Por fim, o ecossistema já conta com mais de 45 mil clientes ativos, seu banco de dados reúne 2,1 milhões de motoristas, o maior do Brasil. Além do Brasil, a nstech está presente em México, Colômbia, Peru, além disso, Equador, Angola e Bolívia.