Arquivo da tag: logística

Por dentro do conceito e prática da Logística Reversa

A logística reversa tem chamado cada vez mais a atenção no mercado rodoviário, as exigências pedidas pelas empresas envolvidas no setor estão cada vez mais severas e é de total obrigatoriedade ter responsabilidade social e ambiental por aquilo que se está transportando.

Numa explicação rápida, a logística reversa, como o próprio nome sugere, realiza o caminho “de volta”. E pode ocorrer em qualquer etapa do processo, não iniciando obrigatoriamente pelo consumidor final, podendo ser realizada após a entrega aos distribuidores, após a entrega aos comerciantes, após a venda aos consumidores ou após o consumo do produto e seu descarte.

Realidade Reversa no Brasil

O que para o mercado brasileiro é algo novo, nas indústrias europeias, isso já é uma tendência antiga. Desde 1970, o mercado europeu trabalha sob essa ordem. O continente inteiro, passou a perceber que a quantidade de lixo produzido nas cidades tornou-se uma grande dor de cabeça para os gestores públicos e neste momento que o conceito de logística reversa se consolidou.

No ano de 2010, o governo brasileiro decidiu agir e criar a Lei nº 12.305, referente à Política Nacional de Resíduos Sólidos. Lei essa que definia um acordo setorial, que incluía: Indústrias, importadores, rede de distribuidores e o comércio/comerciantes, impondo sobre esses uma responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto. A Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE) divulgou, em 2012, um estudo apontando que 40% do lixo produzido pela população brasileira deixou de ser coletado, tendo como consequência destino final impróprio. O destino incorreto de resíduos causa diversos problemas à saúde humana, contaminando a água, o solo e o ar, afetando por fim todas as formas de vida do planeta e daquela região em específico. As indústrias que são obrigadas a realizar o planejamento da Política Nacional de Resíduos Sólidos, devem ter base no Brasil e devem estar ligadas a cadeia de produção. Os setores que se empenham em criar estruturas para a logística reversa são:

  • Agrotóxicos;
  • Pilhas e baterias;
  • Pneus;
  • Óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens;
  • Lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista;
  • Eletroeletrônicos e seus componentes.

Até mesmo as transportadoras estão ligadas a esse processo, pois, utilizam óleos lubrificantes e jogos de pneus frequentemente em suas frotas, além da bateria dos caminhões. É preciso também que a empresa realize um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), que nada mais é que um documento feito pela indústria para identificar o tipo dos resíduos gerados, estabelecendo métodos de armazenamento, transporte, manuseio, tratamento e destino. Não devemos esquecer também da forma que estes resíduos serão transportados, bem como seu destino final.

Como tornar a logística reversa uma ação fácil

A automatização deste processo é um ponto de conversão no setor de transportes brasileiro, uma vez que traz produtividade e redução de custos de forma inteligente e assertiva.  O software Fusion DMS é capaz de traçar rotas e acompanhar em tempo real todo o processo de coleta e entrega da cargas.

Uma boa escolha pode facilitar e muito o seu trabalho!

O Sucesso na prática da Logística Reversa

A Moura Baterias, cliente Fusion, é uma das 61 empresas mais sustentáveis do Brasil, de acordo com o Guia Exame de Sustentabilidade da Revista Exame. A empresa assegura a reciclagem de 100% das baterias vendidas.

Graças ao programa de logística reversa, mais de 100.000 toneladas de baterias deixam de ser descartadas indevidamente no meio ambiente. A reciclagem de baterias inservíveis acontece há mais de 35 anos na Moura e se tornou referência nacional para o setor.

A logística de recolhimento das baterias que serão recicladas é toda realizada por empresas do Grupo Moura. O reaproveitamento também é realizado pela própria Moura, em sua unidade de reciclagem na cidade de Belo Jardim (PE).

Saiba mais sobre o sucesso da logística Moura

Um grande Case: Baterias Moura abriu as portas da sua logística para contar como o Fusion DMS está inserido no seu cotidiano, resultados e projetos futuros.

Continue lendo em nosso blog:

Praxio e NSTech anunciam Fusão e Aumento de Capital

Talvez você já me conheça. Sou Valmir Colodrão, CEO da Praxio, Holding da qual a Hivecloud e a Fusion fazem parte.

Hoje compartilho com você mais um movimento do Grupo Praxio rumo ao mais completo ecossistema de empresas de tecnologia para logística e mobilidade da América Latina.

A NSTech é gerenciada pela Niche Partners, braço do ecossistema da SK Tarpon, criada para buscar parcerias com empresas líderes em mercados de nicho, com o propósito de potencializar e perenizar o legado destes empreendedores, dado que a estratégia prevê a manutenção das marcas, da cultura e dos times de gestão, mas com a ajuda do time da gestora para levar as companhias para um novo patamar de performance.

Os números da transação impressionam. A nova empresa terá aproximadamente 2.500 funcionários, ARR (Receita recorrente anual) de US$70 milhões, sendo mais de 90% de receita recorrente. A companhia passa a ter 28 mil clientes e 14 produtos – sendo 8 na liderança – com alta margem bruta e muito espaço para crescimento orgânico. A plataforma contempla ainda a maior base de dados do setor, com mais de 1,8 milhão de motoristas cadastrados e 12,5 trilhões de cargas averbadas por ano. Para 2021, o objetivo é atingir EBITDA de aproximadamente R$ 100 milhões, sem contar eventuais novas aquisições.

Praxio e suas marcas entram, assim, num novo ciclo de movimentos que trabalham para ser referência em logística. Mas não se preocupe. Nada muda no nosso relacionamento.

E o time Hivecloud, comandado por Daniel Brasil, e o time Fusion, comandado por Emilio Saad, que se mantém no suporte e atendimento aos respectivos clientes. Nosso jeito de ser e trabalhar continua o mesmo, focado na sua operação e no futuro dos seus negócios. E, assim, dia a dia, trabalhamos para ser referência em transporte, logística e mobilidade. Sem complicação ou apego a fórmulas antigas, buscamos sempre ir além.

Bem-vindo ao Futuro!

Valmir Colodrão, CEO da Praxio.

“Piscou, chegou”: Magalu entrega em até 1 hora em 11 cidades

Que a Magazine Luíza tem dominado o ramo do e-commerce e das entregas não é novidade para ninguém.

Um dos maiores clientes Fusion, a plataforma digital de varejo brasileira multicanal possui um gigante plano de expansão das entregas para 2021. Antes de mais nada, saiba mais neste artigo do nosso blog.

A Magalu registrou o maior faturamento de sua história em 2020 – 43,5 bilhões de reais -, crescimento de 60% na comparação ao ano anterior.

Assim, graças à manutenção do ritmo de crescimento exponencial, a companhia tornou-se líder brasileiro do varejo multicanal e do e-commerce formal.

Entre todas as empresas do setor, o Magalu também foi a que mais cresceu nos diferentes canais.

Segundo o Diretor de Logística da Magalu, Luís Fernando Kfouri, o ano de 2021 será o ano do “piscou, chegou”, ou seja, o foco na logística será redobrado.

9 capitais brasileiras e mais 2 municípios do interior receberão o serviço de entrega ultrarrápida:

São Paulo (SP), Belém (PA), Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Teresina (PI), e as cidades de Campina Grande (PB) e Ribeirão Preto (SP).

Sobretudo a Magalu estima estender esse serviço para mais 10 cidades brasileiras.

Ao todo, 75 lojas instaladas nas cidades aptas a realizar o serviço de logística ultrarrápida de produtos com até 6kg.

Além disso, os clientes do Magalu receberão seus produtos em até 60 minutos após a aprovação da compra pelo SuperApp ou site.

A entrega ultrarrápida é mais um benefício oferecido ao consumidor e não terá nenhum custo adicional ao valor do frete:

Gratuito para compras acima de R$ 49,00 na categoria supermercados e R$ 99,00 nas demais categorias no App.

“Garantir a entrega rápida é fundamental para uma boa experiência do usuário.” É o que afirma o Diretor de Logística Magalu.

O que de fato vem garantido esta empresa sólida e consolidada no mercado nacional.

Desde 2018, a empresa utiliza de estratégias como shoppable distribution centers, marketplace alinhados a pontos de apoio logístico e tecnologia de ponta na roteirização das entregas.

Informações: Mundo Logística

Super App Fusion Mobile: tecnologia e praticidade nas entregas

Alguns fornecem uma gama de utilidades, já outros nem tanto. Mas você sabia que o mais robusto pertencem a uma nova categoria de aplicativos? O Super App!

Diariamente, é comum usarmos apps que facilitam as necessidades da vida corrida, as demandas do trabalho, assim como nos momentos de lazer.

Neste blogpost, iremos te explicar um pouco mais sobre essa febre que está dominando o mercado digital e como se diferenciam dos aplicativos tradicionais.

O conceito de Super App surgiu na China por volta do ano de 2011, todavia quando a empresa chinesa Tencent lançou um aplicativo chamado WeChat.

Até então,  a solução foi criada com o intuito de ser a principal concorrente do WhatsApp no meio das mensagens instantâneas, porém, o aplicativo chinês se tornou um sucesso meteórico no país oriental, sendo muito mais que um App.

Sendo possível reservar diárias em hotéis e até mesmo marcar consultas médicas, o famoso: “mil e uma utilidades”.

Nesse sentido, um Super App é um aplicativo que contém outros aplicativos dentro dele.

Não se limitam a uma única função, possuem várias outras funcionalidades com segurança, e assim também normalmente exigiriam a instalação de um segundo ou terceiro aplicativo.

Ainda não se convenceu? Então aqui vai alguns benefícios dos Super Apps:

  • Faça mais por menos;
  • Economize espaço em seu dispositivo;
  • É o futuro dos Apps;
  • Tudo em um único lugar.

Fusion Mobile: o Super App da Fusion

Por fim, no universo da logística de transportes, os Super Apps também marcam presença. Você conhece o Fusion Mobile?

A ferramenta da Fusion S.A se enquadra na categoria de Super App ao oferecer várias funcionalidades do processo de entrega desde a saída do motorista até o entregador. Confira aqui:

O aplicativo dispõe de: 

  • Mapa com planejamento de rota nas mãos do motorista (trajeto planejado através de aplicativo waze ou do navegador google);
  • Indicação dos status das entregas;
  • Comunicação e Mensagens com a central;
  • Botão de pânico;
  • Registro de pagamento das entregas;
  • Registro de despesas de viagens;
  • Integrado ao módulo Jornada de Trabalho, acima de tudo, é possível aos motoristas efetuar os registros de ponto;
  • Produtividade do motorista com metas e premiações, envolvendo números de entregas, prazos cumpridos, penalidades, multas recebidas, etc;
  • O Fusion Mobile também opera off-line.

Enfim, Tudo isso na palma da mão do motorista! Um super aplicativo, de uma super empresa !  

Dia da Logística: a história e as tendências do setor

São muitos os desafios e as vitórias do setor logístico. A logística tem evoluído juntamente com a vida das pessoas. Em celebração aos logísticos que sabem e conhecem todo esses processos, iremos contar um pouco mais sobre o dia da logística.
Hoje, compramos online e recebemos dias (ou horas) depois no local desejado.

Acima de tudo, a tecnologia tornou a logística uma operação tão necessária quanto fantástica.

Por que o dia 06 de Junho?

O dia 6 de junho é considerado o Dia da Logística. A data faz referência ao evento que se caracterizou como a operação logística mais simbólica da história: o desembarque das forças aliadas na Normandia, cerca de 24 mil soldados, ao final da Segunda Guerra Mundial.

O sucesso da missão se deu muito pelo excelente planejamento logístico da operação realizado na ocasião, que contava com movimentação de tropas, transporte de suprimentos, armas, assim como de equipamentos.

No fim das contas, o saldo da operação que deu origem ao Dia da Logística foi positivo às Forças Aliadas, ainda que à custa de milhares de vidas de ambos os lados.

Para a humanidade, a dificuldade estratégica daquela operação rendeu inúmeras obras literárias e cinematográficas, descrevendo tanto o sentimento dos envolvidos, como a organização da maior invasão marítima de toda a história, que posteriormente contribuiu para o fim da Segunda Guerra Mundial.

Ainda que a data tenha um passado sombrio, vale destacar que foi o conhecimento logístico da época que tornou possível minimizar as baixas, conciliando variáveis de todos os tipos para alcançar um objetivo ousado em um cenário difícil.

E esse é o motivo de a logística ser homenageada no dia 6 de junho.

As tendências do Setor

Antes de falar em futuro da logística, é necessário dizer que o futuro é agora.

As perspectivas que vamos enumerar já estão sendo colocadas em prática por grandes empresas multinacionais e nacionais, que, historicamente, ditam os rumos da modernização produtiva.

Vamos dar uma olhada?

Automação

Em suma, a automação de processos é e vem sendo um dos pontos mais abordados e conceito bases da Logística 4.0.

Como você deve saber, a automação é a prática de excluir o fator humano de tarefas repetitivas, seja na emissão de documentos, conferência de itens ou, assim como, na condução de veículos.

O último exemplo são os tão esperados veículos autônomos, se você quiser saber mais temos um artigo inteiro só para eles.

De fato, essa mudança exercerá o maior impacto sobre a humanidade, tanto em termos econômicos como no cotidiano logístico.

A expectativa é de que essa tecnologia reduza custos de transporte, manutenção e abastecimento de maneira drástica.

Sustentabilidade

A economia mundial está trilhando um caminho rumo a predominância de soluções sustentáveis.

Além do reaproveitamento de materiais e descarte correto de resíduos, outro grande exemplo é a substituição das energias fósseis, da mesma forma como o petróleo, por fontes elétricas, abastecida por fazendas eólicas, painéis solares, entre outras soluções intermediárias como o Fusion DMS que reduz o consumo e, consequentemente, a emissão de poluentes.

A intensa redução na emissão de poluentes na atmosfera, acelerando a manutenção ambiental, cada vez mais necessária.

Por último, há o fator mercadológico. Afinal, a consciência ambiental vem crescendo rapidamente no campo do debate popular.

Dessa forma, o tempo fará com que exista uma maior pressão dos consumidores sobre as empresas.

Estimulando uma migração forçada para preservar a reputação da marca e garantir sua sobrevivência no mercado.

Inteligência Artificial, Machine Learning, Big Data e Internet das Coisas

Estes quatro conceitos mais promissores da nova era da informação trazem o conceito de Logística Digital ao debate.

Combinadas, essas tecnologias prometem revolucionar o mercado.

Para a logística, essas ferramentas conseguem aprimorar o controle, o acompanhamento de rotas, o rastreamento de etapas e a previsibilidade da operação, com uma margem de erro cada vez menor.

Por fim, soluções no mercado, como o Fuison DMS, já trazem o conceito de Logística Digital em seu DNA, muitas elas automatizam processos, proporcionam dados, inteligência artificial e especialidade no ramo logístico.

O futuro mais do que nunca está em nossas mãos!

CASE FUSION: Baterias Moura segue avançando em projetos e perspectivas de sucesso

A Acumuladores Moura, ou como internacionalmente é conhecida: Baterias Moura, nasceu em 1957 na cidade de Belo Jardim, Pernambuco. A empresa brasileira fundada pelo químico Edson Moura e sua esposa Conceição é, hoje, a maior no segmento de acumuladores da América Latina e uma das maiores fornecedoras para frota de veículos em circulação na América do Sul.

A empresa atua em toda a cadeia de produção e distribuição de baterias. As sete plantas industriais com produção de cerca de 10 milhões de baterias/ano atendem aos mais de 80 distribuidores na América do Sul.

Cliente Fusion desde abril de 2018, a Moura conta com uma Rede de Distribuidores e modelo logístico diferenciado. O Fusion DMS roteiriza e monitora as entregas realizadas no território nacional pela frota logística da rede.

Planta mais recente da Fábrica Moura em Belo Jardim (PE)

Em uma conversa franca, a Baterias Moura abriu as portas de sua logística para contar como o Fusion DMS está inserido no seu cotidiano, nos resultados e em projetos futuros.

Montagem de carga simples e rápida

O que parece ser um complexo trabalho do robusto algoritmo Fusion em sequenciar e agrupar as entregas, levando em conta uma matriz de informações para gerar uma solução de menor custo, surpreende em ter como resultado uma experiência simples e intuitiva aos usuários.

É o que nos conta Eduardo Alves, Coordenador de Gestão da Baterias Moura, ao detalhar que é possível montar uma carga com a rapidez que antes não era possível. Eduardo ainda conta que a praticidade na montagem trouxe otimização aos processos da logística de entregas.

Montagem de cargas simples e otimizada

Precisão de dados e nível de serviço

A logística de entregas Moura é definida em setores distribuídos no Brasil. Todos com seu próprio tempo de entrega predeterminado para que o nível de serviço por cliente e/ou por cidade seja calculado. E o Fusion DMS é ferramenta chave neste processo.

O fluxo de distribuição segue o tradicional: venda, faturamento e, por fim, logística com uso do Fusion monta carga, roteiriza e realiza a entrega. As informações precisas da solução geram automaticamente o tempo de entrega que é confrontado com a expectativa do cliente.

O Fusion DMS monta as cargas, roteiriza, monitora
as entregas dos setores Moura em todo o Brasil

Desta forma, é possível gerir prazos e tornar entregas não satisfatórias em boas surpresas ao cliente. Eduardo Alves confirma a importância do software para o nível de serviço: “A logística de entregas é um pós-venda. Uma boa pós-venda permite que o produto gire no ponto de venda do cliente e, consequentemente, eu vendo mais.“

Objetivo de atender bem cerca os pontos de vendas Moura na América do Sul.

A assertividade no monitoramento que traz sucesso

Para Eduardo, os números de sucesso alcançados só foram possíveis com acompanhamento fiel. Concordamos com nossos clientes e, nesse caso em especial com a Moura, quando o assunto é monitoramento: ele é o sucesso das entregas. Por isso, o módulo de Monitoramento do Fusion, integrado ao rastreador e ao App Mobile, traz em riqueza de detalhes todos os processos realizados pelo motorista em tempo real.

“A Fusion, hoje, atingiu um nível de muita excelência em relação às entregas. Por exemplo, o monitoramento é muito efetivo. O Mobile atrelado à integração ao rastreador garantem uma assertividade perfeita.” relata o Coordenador.

App Mobile é um grande facilitador nas mãos dos motoristas Moura.

Atualmente, o Fusion DMS é integrado com mais de 30 rastreadores do mercado para fornecer este nível de assertividade. E sobre este ponto, Eduardo nos confirma: “Independentemente da solução de rastreamento, a conexão e a integração que há com o Fusion é muito boa com os mapas.”

Ganho de Produtividade

No processo de implantação do Fusion DMS na Moura, duas unidades foram escolhidas na fase piloto nas regiões de Niterói e ABC Paulista. Em seguida, o projeto avançou para todas as unidades da Moura no Brasil.

Registro das equipes Fusion e Moura durante processo de implantação da ferramenta.

Quando se perde o monitoramento, o motorista se sente mais livre. O principal objetivo do monitoramento é fazer o motorista se sentir produtivo. E foi seguindo esta ideia que o ganho em produtividade nas estregas da Baterias Moura surgiu.

A Dinil Distribuidora, filial da rede em Niterói- RJ, demonstrou um grande aumento da média Brasil do indicador de produtividade. Eduardo nos conta que ao monitorar as entregas, o aumento da produtividade foi evidente. Em viagens que eram encerradas anteriormente às sexta, os motoristas começaram a retornar na quarta-feira.

Mudanças de rota, ordem e roteiro tornaram os motoristas Moura mais produtivos.

E ainda, cita um segundo fator responsável pelo aumento produtivo: “A praticidade do Fusion de permitir da central de atendimento a mudança de ordem, roteiro ou incluir coleta de bateria inservível. Ou seja, a facilidade de movimentarmos mais os motoristas, nos fez ser mais produtivos.”

O que nos diz, o cliente:

“A Moura já está na vanguarda do setor de baterias e queremos ampliar isso para a área logística também.”

Eduardo Alves, Coordenador de Gestão Moura

Andrade Distribuidor, uma das maiores do Nordeste, reduz 27% de Km por entrega

A Andrade Distribuidor, que faz parte do Grupo Andrade, surgiu em 1988 atuando no Estado de Alagoas, a sua primeira filial em Sergipe foi inaugurada em 2009. Em 2018, ampliou sua atuação e chegou em Pernambuco para atender as regiões do agreste e sertão.

Cliente Fusion há quase dois anos, A Andrade é uma empresa sólida, inovadora e comprometida com o sucesso dos clientes. Acreditam na inovação como fator primordial ao desenvolvimento do setor e conta com a tecnologia como aliada. Por isso, não mede esforços na busca de inovações, com o objetivo de ser cada vez mais competitiva, através da prestação de um serviço de qualidade, promovendo satisfação e fidelização.

A distribuidora conta com uma frota atrelada ao Fusion de mais de 100 veículos responsáveis por realizar entre 40.000 a 42.000 entregas por mês.

Uma das maiores Distribuidoras do Nordeste

Neste ano de 2020, a ANDRADE DISTRIBUIDOR LTDA, foi eleita pela 3ª vez consecutiva como o “MAIOR ATACADISTA E DISTRIBUIDOR DO ESTADO DE ALAGOAS”. Entre os dez maiores distribuidores do Nordeste, premiada no 7º LUGAR no ranking e, ainda, em nível Brasil ocupa a 10ª posição no top 10 dos mais representativos no critério frota própria.

Celso Pessoa, Diretor/Presidente do Grupo Andrade, falou da satisfação sobre esta conquista:

“Este resultado provêm de muito trabalho, verdadeiras parcerias, alinhamento e definição dos processos internos, trabalho em equipe, qualificação profissional e comprometimento de todos que fazem a Família Andrade”.

Implantação do Fusion DMS e seus benefícios

Por acreditar na inovação como fator primordial ao desenvolvimento e seguindo a tendência de automatização e digitalização de seus processos, o Grupo Andrade implantou em 2019, a solução especialista em gestão de entregas, o Fusion DMS, em sua versão mais completa nas operações de Alagoas e iniciou em 2020 o processo de expansão para as filiais de Aracaju, Caruaru e Petrolina.

A partir da implantação do Fusion DMS, o Grupo Andrade obteve benefícios de otimização, automação e redução de custos, os quais são destacados a seguir.

1- Montagem de carga intuitiva e integração de pedidos entre empresas do grupo

Com a chegada do Fusion, foi possível realizar a montagem de cargas de modo mais rápido, visual e intuitivo, diferente da visão tabular oferecida pelo ERP que vinha sendo utilizada anteriormente pela empresa. Com a utilização de filtros, funções e do mapa virtual a montagem foi fortemente otimizada.

Anteriormente, havia a dificuldade na junção de pedidos de duas empresas diferentes no mesmo veículo, uma vez que eram montados em bases de ERP separadas. O módulo de roteirização permitiu o compartilhamento da montagem e tornou possível unir pedidos dos mesmos clientes, de empresas diferentes (Andrade e Meta) em uma única tela e montá-los para serem inseridos em um único caminhão de maneira integrada, ação fundamental na otimização logística da Andrade.

2- Redução de rotas e sequenciamento de entregas

Nosso módulo de roteirização forneceu a possibilidade de traçar trajetos racionais a serem seguidos pelos motoristas, de maneira a reduzir a quilometragem percorrida, o consumo de combustíveis e o tempo de entrega. Além disso, foi possível importar a sequência de entrega para o ERP e organizar as mercadorias de acordo com a ordem de entrega calculada e definida. De maneira que ao abrir o caminhão, a primeira entrega a ser visualizada pelo motorista seja a primeira a ser entregue. Enquanto anteriormente, a mercadoria era organizada de maneira macro apenas pela cidade ou região e o motorista era responsável por procurar cada entrega.

3- Redução expressiva de km rodado em números:

Em 60 dias de utilização do Fusion DMS, ainda em processo de expansão da utilização em toda a frota contratada, a Andrade conseguiu alcançar uma redução de 27% na quilometragem de suas entregas. Confira estes números nos gráficos a seguir:

Este gráfico representa quantos KM em média são gastos em cada entrega.
Como é perceptível houve uma redução de 11,78 (Julho) para 8,68 (Setembro), representando uma redução de 27%.

4- Acompanhamento em tempo real da carga

O que antes era realizado “às cegas”, através de ligações frequentes aos motoristas e planilhas físicas e virtuais de controle, com o módulo de Geomonitoramento do Fusion, tornou-se um processo confiável com informação em tempo real, por meio de dashboards on-line, alimentados pelo aplicativo Fusion Mobile, utilizado pelos colaboradores. O aplicativo permite monitorar o status de realização de cada entrega e de cada carga.

Primeira montagem de carga realizada com o Fusion DMS.

5- Digitalização da Jornada de Trabalho

A “Papeleta” foi deixada pra trás onde é o lugar dela. O sistema manual da Jornada de trabalho dos motoristas e auxiliares atrasava a compilação e processamento dos dados. O módulo de Gestão de Jornada de Trabalho e o aplicativo Mobile trouxeram a digitalização ao processo, resultando em um ganho imenso na produtividade das equipes externa e interna, e uma redução de 95% no tempo de processamento e apuração da Jornada Mensal.

Treinamento da utilização do Fusion Mobile com motoristas e ajudantes.

O que diz nosso cliente:

“A Fusion entrou no Grupo Andrade realmente para ficar, trazendo bons resultados operacionais, reduzindo custos de transporte e nos mostrando uma parte de nossa operação que não tínhamos visibilidade, fazendo com que tivéssemos uma gestão mais eficaz com a nossa equipe, além de nos auxiliar em planejamentos futuros e em tomadas de decisões.”

Thales Paulino de Souza
Coordenador de Logística da Andrade Distribuidor

Explosão do e-commerce: sua logística de entregas está preparada?

A pandemia fez as vendas on-line explodirem, porém, montar uma operação online de ponta, que integre loja virtual, estoques e entregas é uma missão complexa. Confira nossas dicas!

Desde 1995, grupos varejistas, distribuidores e indústrias brasileiras vendem seus produtos na internet e, apesar de ser uma tendência mundial, acompanhavam seu avanço à passos curtos e desmotivados até então. Para Emerson Destro, presidente da ABAD, a pandemia acelerou este processo em andamento. “O e-commerce e o marketplace já estavam entre os projetos dos empresários, mas agora definitivamente saiu da gaveta. Todo mundo terá que entrar no jogo”, destacou.

Os números ratificam a corrida para digitalização dos negócios, especialistas classificam como terceira ou até quarta “onda” do comércio eletrônico. O e-commerce cresceu em 3 meses o que, em condições normais, levaria 10 anos, segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm). Milhares de consumidores que nunca haviam feito uma compra online fizeram agora, representando o aumento de 70% da base de usuários.

Está pensando em implementar o serviço?Comece da forma correta!

Montar uma operação online de ponta, que integre loja virtual, estoques e entregas é uma missão difícil. Especialistas em plataformas de e-commerce B2B para indústrias, atacadistas e distribuidores, como a Agile e-commerce, já oferecem soluções com benefícios que vão de site personalizado até API de integrações. Ou empresas especialistas em automação de força de vendas, como a ION Sistemas, ofertam conexão direta dos clientes à vitrine virtual com frequência de pedidos e atualizações a qualquer hora no aplicativo ION Direto.

Ainda assim, a logística de uma loja virtual requer precisão, velocidade, tempo de resposta e um serviço de pós-venda superiores à tradicional para garantir a satisfação do consumidor.

Pensando em te auxiliar neste momento de explosão da adoção do e-commerce, elencamos as 3 principais características de um comércio digital que geram impactos na logística de entregas e dicas de como solucioná-los, confira:

1- Variação e velocidade de compra e entrega

Em primeiro lugar, o tema velocidade da entrega virou sinônimo parnasiano de e-commerce. A loja virtual é acessada a qualquer momento, em qualquer lugar e de qualquer dispositivo. O que nos leva à emissão de pedidos também a qualquer momento.

Qual o impacto?

A dinâmica do principal canal de vendas do segmento, a qual os vendedores externos geram médias de vendas que não variam consideravelmente nem em volume tão pouco em período não atende ao e-commerce.

Solução:

Assim como já discutimos anteriormente, as rotas de entregas fixas são ineficientes e ultrapassada. Com um roteirizador, seria possível planejar as cargas independentemente de vendas dentro de uma média, atendendo aos pedidos atípicos, fora de dias de entrega ou em volumes com grande variação.

2- Digitalização da venda à entrega

A compra e venda do produto no e-commerce é digital, então, nada mais comum, que o seu cliente também busque informações sobre seu pedido digitalmente.

Qual o impacto?

“Cadê meu pedido?” Mais uma vez, trazemos a realidade do vendedor, agora, no cenário do pós-venda. É uma típica informação que ele precisará buscar e fornecer ao seu cliente. 

Solução:

O roteirizador é capaz de informar data e hora prevista de entrega e o aplicativo de indicação do motorista reporta cada status: “saiu para entrega”, “entrega se aproximando”, “entrega realizada” e etapas adicionais do pedido. A integração garante a automação e o tempo real, para que o cliente acompanhe efetivamente uma espécie de time-line do pedido.

3- Consumidor exigente

No início, os usuários do seu e-commerce serão Early-Adopters (consumidores abertos ao novo).

Qual o impacto?

Estes clientes são mais exigentes por já possuírem experiências digitais com grandes players (Magalu, Submarino, Amazon etc.) em suas compras particulares.O Nível de serviço precisa ser EXCELENTE para não causar desapontamento!

Solução:

Além do roteirizador e app do motorista, é necessário monitorar ativamente suas entregas.

Apenas soluções totalmente integradas e automatizadas – desculpem-nos a franqueza -como o Fusion DMS são capazes de realizar o monitoramento eficaz com pequenas equipes. Alertas de desvio do plano e atuação proativa do setor de monitoramento irão alavancar o nível de serviço. Caso contrário, uma grande equipe precisará analisar veículo por veículo à procura de problemas, atrasos, desvios etc.

Conquiste este novo consumidor

Prepare sua empresa para viver esse período de oportunidades, oferte ao seu cliente uma boa experiência de compra e conquiste os 70% dos consumidores que pretendem continuar comprando por canais digitais pós-pandemia conforme dados da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

Resumo do Post nas palavras de Emílio Saad

Resumo do post nas palavras do CEO Fusion, Emílio Saad Neto.

Precisa-se tomar cuidado os impactos na LOGÍSTICA oriundos da implantação de um e-commerce :

  1. Pedidos caem em qualquer momento, fora dos dias habituais que o vendedor atendia o cliente: rotas fixas morreram, um roteirizador não é mais opcional;
  2. Precisa-se ter obrigatoriamente a time-line dos pedidos no site, app… inclusive, e, principalmente, após o faturamento (limite do ERP): app na mão do motorista;
  3. O nível de serviço da entrega precisar ser ótimo: o digital deixa à mostra problemas , atrasos etc: automatizar monitoramento das entregas para tratamento de desvios e ocorrências em tempo real;
  4. Os clientes irão reclamar, isto porque será mais fácil enviar uma mensagem pelo site ( o que é bom, pois dá ao fornecedor a oportunidade da resolução): SAC integrando logística ao e-commerce é imprescindível.

SÉRIE| Desafios da Logística: Perigo nas Estradas

Cortar as estradas do Brasil, a cada ano, se torna uma tarefa mais difícil, as rodovias brasileiras ocupam 6º lugar em lista das 10 mais perigosas do mundo.

O crescimento do número de roubos e furtos de cargas vêm preocupando motoristas, transportadoras e as autoridades brasileiras. Segundo levantamento da Associação Nacional do Transporte de Cargas & Logística (NTC), o roubo de carga teve alta de 42% no Brasil nos últimos quatro anos. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os estados de maior perigo no território brasileiro, detendo estas regiões 81% de todas as ocorrências.

Os índices são tão alarmantes que colocam o Brasil no mesmo pário de perigo de países como o Iraque, Somália e República Centro-Africana. O país do futebol ocupa a 6ª posição no ranking dos 10 países mais perigosos para se transportar cargas, perdendo apenas para Síria, Líbia, Iêmen e Afeganistão, necessariamente nesta ordem.

Em números, este primeiro desafio da nossa série, revela um prejuízo para o setor produtivo com a perda de cargas e veículos de cerca de R$ 2 bilhões. A partir do cruzamento de dados da Polícia Civil, da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal, em 2018, o número de ataques a transportadores chegou a 22 mil em todo o país.

O roubo de cargas tornou-se, nos últimos seis anos, um modelo de negócio para quadrilhas de traficantes de drogas e facções criminosas por causa da vulnerabilidade das estradas, das falhas de segurança pública das cidades e do alto valor de retorno das mercadorias.

Infelizmente, sem auxílio de administração pública, não há uma solução a curto/longo prazo que possa ser tomada pelo setor de distribuição e transportadoras. Mas diante do panorama e da difícil rotina, qualquer ajuda é bem-vinda. O Fusion DMS em seus módulos pode trazer um suporte de acompanhamento em tempo real do trajeto do motorista através do Fusion Mobile.

Este foi o 1º desafio trazido pela série que a cada semana discutirá um novo empasse da logística de transporte e o que as empresas podem fazer para superá-lo. Que tal nos encontrarmos novamente próxima semana e bater um papo sobre a logística brasileira?

SÉRIE: Os desafios da logística de transporte brasileira e como vencê-los

Não é fácil transportar, distribuir no Brasil, nesta série de conteúdos, iremos discutir as maiores dificuldades e desafios que a logística brasileira enfrenta e sugestões de como enfrentá-los.

Um pilar fundamental para o sucesso das empresas e para a batalha por espaço competitivo no mercado perante a concorrência, a logística de transporte define o modal ideal para transportar a maior quantidade de mercadorias com o menor custo e de maneira mais rápida.

A área é complexa, pois envolve toda a cadeia de suprimentos, planejamento de armazenagem, circulação e distribuição de produtos. E como se não bastasse a complexidade, o Brasil apresenta condições que impõem desafios à logística.

Todo ano o Brasil perde muito, com custos logísticos em função de problemas que vão desde a alta burocracia até a limitada infraestrutura. Segundo dados da Fundação Dom Cabral, empresas gastaram, em média, 12,37% do seu faturamento bruto com custos logísticos no Brasil nos últimos três anos .

Muitas empresas procuram ofertar seus produtos e serviços de modo rápido, barato e melhor que seus concorrentes, porém, para que isso aconteça, precisa contornar estes vários desafios. 

Os desafios se tornam um ciclo vicioso, o comércio caro e dispendioso, dificultando negócios para comerciantes e importadores, travando a economia brasileira, cada vez menos competitiva por causa da baixa capacidade de transporte e alocação.

Independentemente do porte ou do segmento do negócio, os empreendedores devem implementar estratégias capazes de driblar as dificuldades impostas pelo cenário brasileiro para as entregas.

Para esclarecer melhor este panorama, criamos esta série. A cada semana, discutiremos um desafio da logística de transporte e o que as empresas podem fazer para superá-lo. Que tal nos encontrarmos próxima semana e bater um papo sobre a logística brasileira?